Ascom Semec

Compartilhar os resultados do processo de alfabetização das crianças está sendo cada vez mais animador para os diretores das unidades de ensino da Rede Municipal. Hoje (12), o grupo esteve reunido no Centro de Formação Odilon Nunes para apresentar o desempenho das turmas do 1º ano do Ensino Fundamental. 

Os resultados são um comparativo dos avanços conquistados entre abril e maio, incluindo os alunos atendidos pelo Programa Mais Alfabetização. Os gestores compartilham o desempenho de cada estudante, explicando quais estratégias estão sendo utilizadas pela equipe escolar para atingir as metas mês a mês. O grupo também já fez uma projeção para junho.

A coordenadora de Alfabetização da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Carmem Portela, explica que os encontros já são uma prática consolidada pela Rede Municipal desde o ano passado, e tem ajudado as escolas no planejamento de suas ações. “Essa devolutiva no grupo de diretores é importante para analisarmos juntos os resultados, trocamos dicas e comemoramos os avanços. Os gestores estão cada vez mais orgulhosos ao exibirem os casos de sucesso”, afirma.

O secretário municipal de Educação Kleber Montezuma acompanha cada reunião gerencial para conferir etapa por etapa do processo de alfabetização das crianças. Para ele, a meta de alfabetizar 100% ainda no 1º ano do ensino fundamental está próxima de ser alcançada.

“No ano passado tínhamos menos de 20% dos alunos do 1º ano alfabetizados no mês de maio, e ao final do ano comemoramos um resultado incrível. Em 2019, já ultrapassamos esse número e esperamos fechar o primeiro semestre com 60% dos alunos lendo e escrevendo fluentemente. Sendo assim, há uma grande possibilidade de termos 100% das crianças alfabetizadas ao final do ano, um feito inédito. Esse é o motivo de toda a equipe estar tão animada. Um trabalho bem feito que gera resultados significativos”, disse Montezuma.

A diretora da Escola Municipal Antônio Dilson Fernandes, Vivian Juliana, acredita que apresentar os resultados é uma forma de motivação. “Nossos alunos evoluíram muito em leitura e escrita de um mês para o outro, é bom perceber como isso vem acontecendo de uma forma geral na Rede. Ter esse planejamento coletivo ajuda a levar novas estratégias para implementar na nossa rotina escolar a partir da experiência dos colegas. Vejo que há muito trabalho pela frente, mas também temos muito o que comemorar”, finaliza a gestora.