Ascom/Semec

Para fomentar a prática do xadrez nas escolas municipais de Teresina, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) está promovendo o 6º Circuito SEMEC de Xadrez, dessa vez com um número maior de alunos competindo. A II Etapa aconteceu hoje (05), no Centro de Formação Odilon Nunes, com 153 meninos e meninas em disputas de alto nível.

A competição reúne alunos de 27 unidades de ensino da Rede Municipal, divididos nas categorias Mirim, Infantil e Infanto. São estudantes de 10 a 17 anos que já praticam a modalidade na escola e estão competindo para melhorar a prática. Cada etapa vale pontos para a grande final, e os campeões podem representar o Piauí nos jogos escolares nacionais.

Este ano, o Circuito ganhou o reforço da Federação Piauiense de Xadrez, que iniciou recentemente uma parceria com a Prefeitura de Teresina para fortalecer o ensino do xadrez nas escolas. Os alunos que praticam o esporte em aulas extras aos sábados também foram incluídos na competição, além dos estudantes das escolas de tempo integral, que estudam xadrez como disciplina da grade curricular.

“Tudo isso elevou o nível técnico do torneio, exigindo ainda mais dos nossos praticantes”, afirmou a coordenadora do Circuito SEMEC de Xadrez, Rosana Rodrigues. Segundo ela, o esporte tem ajudado na evolução dos alunos em diversos sentidos. “Estão exercitando disciplina, respeito às regras, concentração e raciocínio lógico, habilidades essenciais para ter foco nos estudos”, disse.

Rosana também destaca a importância do apoio da Federação, que disponibiliza enxadristas profissionais para acompanhar o desempenho dos jovens, e material para dar suporte às competições. “Certamente foi um grande ganho, essa parceria tem fortalecido a prática da modalidade e é um investimento no talento dos alunos”, ressaltou.

O presidente da Federação Piauiense de Xadrez, Luís Carlos, ressalta que essa é a terceira competição que os alunos participam só este ano. Em agosto, cinco destaques devem competir em um evento nacional, que contará com mestres de fora do país. “Essa é uma atividade prática e lúdica, os ganhos vêm com o exercício, a competição, para além da teoria. Portanto, estamos estimulando a participação em jogos para que o xadrez possa contribuir, de fato, para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes das escolas municipais de Teresina”, afirmou.