Ascom/ SDU Centro Norte

Mais uma importante obra para o sistema viário teresinense está próxima de ser executada. O processo de licitação da nova ponte sobre o rio Poti já está em andamento, e a previsão da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte é que a obra seja iniciada no segundo semestre deste ano.

A licitação, que estava paralisada após as empresas concorrentes entrarem com recursos interpostos, agora está em fase de abertura das documentações. Portanto, caso não haja mais recursos, até o dia 23 de julho serão abertas as propostas das empresas e a escolhida passará pela avaliação da Caixa Econômica, para que seja liberado o início das obras.

A nova ponte ligará o bairro Água Mineral, na altura do balão da Coca-Cola, à Universidade Federal do Piauí (UFPI), próximo ao setor de esportes. A edificação está prevista para iniciar ainda no segundo semestre e está orçada em mais de R$ 38 milhões, oriundos de um financiamento da Prefeitura com recursos do FGTS, com prazo de execução de 14 meses.

A construção contará com 240 metros de comprimento, vias para ciclistas e pedestres e quatro faixas de rolamento, beneficiando quem faz esse percurso diário e desafogando o trânsito nas regiões Norte e Leste da cidade.

O superintendente da SDU Centro Norte, Weldon Bandeira, ressalta que se não houver mais recursos interpostos entre as empresas, a licitação passará para sua fase final rapidamente. “Esperamos que até o dia 23 de julho passemos para a fase final da licitação. Essa é uma obra importantíssima para o sistema viário da capital”, ressalta.

O projeto da ponte foi apresentado aos moradores do bairro Água Mineral, em que foram apontados os impactos sociais e ambientais na região. Para a execução do projeto serão desapropriados 40 imóveis. No início do ano, a SDU Centro Norte se reuniu com as famílias que serão indenizadas ou realocadas para outras casas, que já estão em construção na zona Norte, como por exemplo, no Parque Brasil.