Ascom/ SEMPLAM

Antônio Viana foi um dos homenageados na edição de 2014 do projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”. Organizado pela prefeitura de Teresina, o projeto homenageia cidadãos comuns da capital, nomeando vias ainda não nominadas. Ao receber a homenagem, a família despertou a curiosidade de conhecer a história do local, que foi nomeada com o nome de seu familiar, no bairro Vila da Guia, Zona Sudeste. Percebendo a realidade carente da vizinhança, organizaram uma ação social para trazer um pouco de alegria para os moradores da região.

Natural de São Pedro do Piauí, Antônio Viana veio ainda jovem para Teresina com os pais e cinco irmãos. Por ser o mais velho dos filhos, já trabalhava e possuía a responsabilidade de cuidar da família, principalmente depois do falecimento de seu pai. Foi por muitos anos representante comercial e bastante amizades, além de realizar diversas ações sociais por meio da religiosidade.

Antônio faleceu em 2010, aos 62 anos, vítima de um infarto. Em uma atividade da escola, a neta Sophia escreveu uma carta sobre a história do avô, que serviu como base para a inscrição no projeto Se Essa Rua Fosse Minha. Seguindo os passos do patriarca, a família decidiu realizar a ação social na rua que recebeu o seu nome. Karla Viana, uma das filhas de Antônio, contatou as lideranças comunitárias da Vila Nossa Senhora da Guia, que ajudou a mapear as crianças para distribuir brinquedos no período natalino.

“Meu pai acolhia em casa muitas pessoas necessitadas, recebia todos com carinho, fazia doações e isso nos despertou o interesse de conhecer o local que possuía seu nome em uma rua. Aos vermos que era uma comunidade carente, sentimos a necessidade de ajudar, assim como meu pai fazia. Juntamos a família, arrecademos dinheiro e compramos brinquedos para distribuir para as crianças. Foi muito satisfatório e vamos fazer isso anualmente, pois assim proporcionamos um pouco do que meu pai fazia com frequência”, destaca Karla.

Clara Silva, assistente social que tem projetos na comunidade, ressalta a importância de atitudes como essa. “A Karla me procurou no período natalino e combinamos para nos encontrarmos. Nós recebemos bem a iniciativa. Fizeram questão de conhecer o local e pediram para selecionarmos as crianças mais necessitadas e assim fizemos. Recebemos os brinquedos e doamos. Trabalhos assim são importantes, pois muitas delas não recebem nada no natal e qualquer lembrança as deixam muito felizes” concluiu a assistente social.

Para Jhamille Almeida, secretária executiva de planejamento urbano da SEMPLAM, histórias como essa motivam ainda mais para realizar o projeto Se Essa Rua Fosse Minha. “É um projeto muito bonito, que busca reverenciar a história de vida de pessoas comuns, como o seu Antônio, que são figuras inspiradoras para a população, inclusive para a própria família, que fez esse trabalho tão bonito”, diz ela.

Edição 2019

Os interessados em homenagear algum amigo ou familiar podem acessar o formulário de inscrição através do site da Prefeitura de Teresina, da Secretaria Municipal de Planejamento ou do aplicativo Colab, disponível para download para Android ou IOS.

Devem ser preenchidas informações do homenageado, além de uma minibiografia dos seus feitos em Teresina e a zona da cidade em que há o interesse de prestar a homenagem. Uma comissão formada por diversos órgãos da Prefeitura de Teresina, universidades, Câmara Municipal, IBGE e IPHAN irão avaliar as inscrições e escolher os nomes aprovados.

As inscrições seguem abertas até o dia 17 de julho e, após o processo de seleção, um sorteio das vias que receberão os nomes aprovados será realizado no Palácio da Música, no dia 29. A solenidade de entrega das placas comemorativas aos familiares dos homenageados será realizada no dia 28 de agosto, no Theresina Hall, como parte da programação do Aniversário de Teresina.