Renato Bezerra

O Parque Brasil II, localizado na zona Norte, recebeu a terceira edição do projeto “Meu Bairro é limpeza”, desenvolvido pela Prefeitura de Teresina. Além do trabalho de limpeza e das vistorias das equipes de saúde, no local foram realizados vários atendimentos na área de saúde, educação, esportes, lazer e cultura.

Presente no evento, o prefeito Firmino Filho destacou a importância da iniciativa. “O projeto é uma limpeza geral do bairro. O nosso objetivo é eliminar tudo o que possa servir de criadouro do mosquito da dengue. É um trabalho não apenas de limpeza, mas também de buscar a conscientização das pessoas de também fazerem sua parte nesse processo. Precisamos adotar uma postura mais rigorosa em relação a limpeza, caso contrário, seremos penalizados com vidas”, alertou.

A aposentada Severina Maria da Silva é moradora da região. Ela abriu as portas de sua casa para receber as equipes. Em sua residência, os agentes de endemias detectaram a presença de focos do mosquito em um reservatório de água. “É uma ação muito boa, até para esclarecer a gente. Tem coisa que a gente não sabe e aí já fica em alerta para evitar ficar doente também”, disse ela, que afirmou não suspeitar da presença de criadouros de dengue no seu quintal.

Iniciativa elogiada também pela dona de casa Silvia Costa. Ela mora na região com o marido e três filhos e confessa que, às vezes, uma limpeza mais aprofundada do quintal acaba ficando em segundo plano. “No dia a dia a gente vai jogando as coisas pro quintal e nem percebe o risco que está correndo. Então, um trabalho como esse da Prefeitura é muito importante para chamar nossa atenção para termos mais consciência do descarte correto do lixo”, destacou.

Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde, explica que a escolha do bairro que receberá as equipes leva em consideração os altos índices de infestação de dengue. “Tem alguns lugares em que as famílias são acostumadas a armazenar água em caixas d’,água, manilhas, baldes e isso tudo se torna criadouro do mosquito da dengue. É um trabalho continuo que a gente vem realizando para sensibilizar as pessoas que o poder público está fazendo sua parte, mas é preciso que cada um faça sua parte também”, ressalta.

A terceira edição do “Meu bairro é limpeza” estava sob a coordenação da SDU Centro Norte. Segundo o superintendente executivo, Márcio Sampaio, a ideia foi levar diversos serviços para a população, envolvendo a comunidade também no processo de limpeza e conservação da cidade. “É importante esse trabalho porque ele vai além das ações de limpeza. É um processo educativo e de conscientização dos cuidados que temos que ter no dia a dia, na nossa casa e também na nossa rua”, reforçou.

Durante toda a manhã, a comunidade recebeu também diversos serviços do poder público municipal. Cerca de 800 mudas de plantas frutíferas, nativas e ornamentais foram distribuídas, as crianças tiveram acesso a brincadeiras e atividades esportivas e de lazer, além de serviços de aferição de pressão arterial, testes de glicemia, vacinação e outros. Foram mais de 100 homens envolvidos no trabalho de limpeza do bairro.