A Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina irá inaugurar nesta quinta-feira (15), às 11h30, a Nova Central de Regulação das Urgências Regionais-SAMU Teresina, na Rua Cel. Luís Ferraz, 3390, bairro Macaúba. A nova central traz um sistema de Call Center moderno e digitalizado, onde as ligações serão mais rápidas e seguras, além de mais precisas e sem ruídos.

“Uma nova sala de regulação das ocorrências será entregue, com uma nova ambientação e conforto aos funcionários, todo o sistema de cabeamento foi trocado e o Call Center tem sistema digital, onde as ligações serão melhores e o número de ligações poderão ser maiores. O Call Center está preparado com 30 linhas, pois já prevemos a expansão da cidade e consequente aumento da demanda ao SAMU, onde poderemos atender a demanda crescente sem mexer na estrutura já pronta da central de regulação”, afirma José Ivaldo, diretor clínico do SAMU Teresina.

Ele diz ainda que, com o novo Call Center moderno, será possível supervisionar o tempo resposta das ligações ao 192. “Poderemos supervisionar os funcionários melhor, aperfeiçoando a maneira de atender a população e o retorno aos usuários. O tempo de atendimento de cada operador será supervisionado, assim como o tempo que leva para liberação das ambulâncias”, explica José Ivaldo.

Segundo Charles Silveira, presidente da FMS, o SAMU trabalha com vidas e a agilidade no atendimento faz toda a diferença. “O primeiro contato do usuário com o SAMU é através da Central de Regulação e por isso a FMS investiu na modernização, com tecnologia de última geração, pensando no futuro de Teresina, que cresce a cada dia. Trabalhamos sempre pensando no futuro, oferecendo serviços de saúde cada vez melhores e mais ágeis”, ressaltou o presidente da FMS.

O SAMU é um programa do Governo Federal, gerenciado pela FMS, e que presta socorro em caso de urgência clínica, traumática, obstétrica e psiquiatra. Atualmente, conta com oito ambulâncias de suporte básico, três avançadas e quatro motolâncias. Para acionar o serviço, a população deve ligar para o número 192. O seu primeiro contato é com telefonista e depois com o médico regulador, que classifica se é necessário o envio de ambulância ou se faz orientações médicas.