Nesta terça-feira (10), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina irá iniciar a capacitação para prevenção do suicídio destinada aos professores, que atuam em escolas públicas municipais da capital. O objetivo é sensibilizá-los para que possam saber como agir diante de alunos com transtornos mentais ou com comportamento suicida, além de impulsioná-los a notificar os casos ao poder público.

A capacitação, que ocorrerá na Faculdade Estácio CEUT, se estenderá até a próxima quarta-feira (11) e será coordenada pelo doutor em educação Hugo Monteiro, especialista em neuropsicologia e pesquisador na área de crianças e adolescentes em sofrimento. Segundo Luanna Bueno, gerente de saúde mental da FMS, o tema abordado é relevante, já que é importante realizar o manejo adequado e precoce dos casos, cujos primeiros sinais podem aparecer na infância e adolescência.

“Como as crianças e jovens passam muito tempo nas escolas e têm contato prologando com os professores, percebemos que esses locais têm potencial para contribuir com a promoção da saúde mental dos alunos desde a infância. Aliás, é importante que saibamos que todos nós podemos contribuir com a prevenção do suicídio, desde que tenhamos conhecimento sobre o assunto”, finaliza Luanna Bueno.

As taxas de suicídio no Piauí evidenciam um grave problema de saúde pública e ações de prevenção são fundamentais. “Nesse momento, estamos construindo o plano de prevenção ao suicídio, fortalecendo a rede de saúde mental e, através de capacitações como essa, queremos também divulgar a nossa rede de tratamento gratuito, como o Provida, as Unidade Básicas de Saúde e os CAPS de Teresina”, ressalta o presidente da FMS, Charles Silveira.