Ascom/SMPM

A Campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher tem como um dos pilares de sua construção a prestação devida de assistência e apoio a todas as mulheres, sem distinção de cor, raça ou classe social. Para isso, pensando nas mulheres em situação de rua, a equipe do grupo Consultório na Rua em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), realizarão na quarta-feira (04), às 8h, um diagnóstico da situação dessas mulheres na Casa do Caminho, localizada na Rua Félix Pacheco.

A ação “#VivaVoz: Ouvindo mulheres em situação de rua” tem ainda o apoio da Fundação Municipal de Saúde (FMS), e foi pensada com o objetivo de estabelecer, no município, projetos que contemplem a demanda e a necessidade das mulheres em situação de rua em Teresina.

O diagnóstico tem como objetivo realizar um balanço da condição das mulheres em situação de rua, bem como sensibilizar, envolver e mobilizar as secretarias e entidades municipais no engajamento de ações para esse público.

“Após fazer esse diagnóstico, serão determinadas quais ações podem ser executadas pelas entidades dentro do contexto em que esse grupo está inserido. A gente busca conceder a essas mulheres equidade de tratamento, para que alcancem uma vida social íntegra e adequada aos princípios da dignidade humana”, destacou a analista de Gestão Pública da SMPM, Ana Régia Nolêto.

A atividade será realizada com base na escuta de depoimentos das mulheres presentes que vivem em situação de rua. Após o relato de suas vivências, a equipe da SMPM e do Consultório na Rua irão identificar as principais necessidades do grupo.