As vistorias nos ônibus que circulam em Teresina são realizadas anualmente pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsitos (Strans). Neste ano, o trabalho de fiscalização começou no mês de julho e será concluído ainda em dezembro. Estão sendo vistoriados 400 carros dos consórcios Poty, Urbanus, Theresina e Transcol.

Mais de 200 carros já foram vistoriados e, por mês, uma média de 50 veículos são revistoriados em fiscalizações diárias.

As vistorias são feitas no final de semana, para não atrapalhar os horários de circulação dos ônibus. Os fiscais analisam a parte elétrica dos veículos, a documentação e acessibilidade, sempre com a presença de um responsável pela empresa.

O diretor de transportes públicos da Strans, Adriano Barreto, explica que nos casos em que são constatadas irregularidades, os proprietários são notificados e os carros recebem um selo indicando que não estão aptos a circular.

“Os proprietários devem resolver os problemas assim que os carros recebem o selo. Enquanto não for resolvido, o veículo não é liberado. Quando os defeitos são corrigidos, os responsáveis entram em contato com a gente e mandamos um fiscal para fazer uma nova vistoria. Se estiver tudo em ordem, retiramos o selo e o veículo pode voltar a circular normalmente”, declara o gestor.

Mesmo com as vistorias anuais, a Superintendência também realiza fiscalizações diárias nos terminais.

“Quando chegam denúncias de usuários, nós pedimos que os fiscais façam uma vistoria no ônibus para constatar algum problema apontado. Se encontrada alguma irregularidade, colocamos o selo para que o ônibus saia das ruas e o problema seja resolvido”, pontua Adriano.

Para denunciar problemas nos ônibus, a população pode encontrar em contato pela Ouvidoria através dos telefones 0800 86 3122 e (86) 3122-7600 ou pelo aplicativo Colab.