As obras de acessibilidade nas ruas do Centro da cidade estão em ritmo acelerado. A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro Norte (SDU Centro/Norte) vai requalificar oito vias. Os serviços iniciaram pela Rua Álvaro Mendes e em seguida será feita uma avaliação para definir a próxima via a ser beneficiada para que a obra interfira o mínimo possível no tráfego da região.

A obra tem previsão de conclusão de 12 meses e está orçada no valor de R$ 2.287.970,77 via CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina). O projeto vai contemplar as ruas Álvaro Mendes, Senador Teodoro Pacheco, Paissandu, Rui Barbosa, Firmino Pires, Riachuelo, João Cabral e seus cruzamentos com a Avenida Maranhão.

Será feita uma revitalização total de acessibilidade, com a adequação das calçadas, passeios e rampas; novas pavimentações, através da manutenção do asfalto e novos pisos intertravados; paisagismo; travessias elevadas; novas placas de sinalização; novos bancos, lixeiras e iluminação.

O superintendente executivo da SDU Centro/Norte, Márcio Sampaio, explica que o projeto tem como base o “traffic calming”, que envolve estratégias urbanísticas que criam espaços de circulação mais seguros. “Esse tipo de via é ideal para espaços com grande circulação de pessoas. A intenção é proporcionar uma locomoção mais segura através de recursos como rampas, travessias elevadas e novas sinalizações”, explica.

O principal objetivo do projeto é transformar a área em um espaço com total acessibilidade, onde o pedestre seja o protagonista.  “As calçadas passarão por uma requalificação ganhando piso tátil, que vão garantir acessibilidade para as pessoas com deficiência visual, por exemplo”, informa.

Outras ruas do Centro também irão receber melhorias visando à acessibilidade como é o caso das ruas Coelho Rodrigues e Simplício Mendes. Essas, especificamente, serão objeto de uma nova licitação que acontecerá no dia 9 de janeiro. “Com isso todo o Centro será contemplado com serviços de requalificação”, lembra o superintendente.

A arquiteta e coordenadora da área central de Teresina, Constance Jacob, explica que a revitalização vem para despertar um olhar diferenciado do teresinense para o Centro da cidade. “Além de melhorar a mobilidade urbana, nosso objetivo é fazer com que o Centro volte a ser habitado e frequentado, porque é uma região que só tem vida oito horas por dia e que precisa de ressignificação”, enfatiza.

Nas ruas Paissandu e Senador Teodoro Pacheco serão implantadas ciclofaixas, entretanto serão preservados os estacionamentos nas vias. “Criaremos um espaço para a circulação dos ciclistas, assim estamos beneficiando mais um modal além dos outros que já são contemplados na área central da cidade, mas é preciso deixar claro que os estacionamentos em um lado da via serão preservados”, acrescenta.

A Rua Álvaro Mendes terá uma pavimentação especial para facilitar o fluxo dos pedestres. “Nos cruzamentos ao longo da rua teremos travessias elevadas, semelhantes às que já existem nas Ruas Álvaro Mendes e Simplício Mendes, para proporcionar mais segurança para travessia dos pedestres”, finaliza.