Ascom/Semec

Frequentar a escola é uma das condicionalidades para que famílias de baixa renda recebam o Bolsa Família, e a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) é a responsável por monitorar essa frequência na capital. Dados do Ministério da Educação revelam que Teresina tem sido, durante todo o ano de 2019, a capital com o melhor resultado em acompanhamento dos estudantes no Brasil.

Os números são enviados bimestralmente para o MEC, apontando alunos que cumpriram a especificação. A SEMEC monitora crianças e jovens matriculados nas redes públicas municipal e estadual, além de escolas particulares. Em novembro, foram mais de 60 mil estudantes avaliados, o que representa 99,88% dos beneficiários do Programa. Menos de 1% não foi localizado.

“De acordo com o Relatório Consolidado de Condicionalidades da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania, do Ministério da Cidadania, Teresina conclui o ano de 2019 como a capital com melhor gestão do acompanhamento da frequência escolar das crianças e adolescentes das escolas do município, cujas famílias são beneficiários do PBF. Isso significa que Teresina está realizando um trabalho com qualidade no acompanhamento para que as crianças permaneçam e frequentem a escola diariamente”, pontua Madalena Leal, gerente de Assistência ao Educando na SEMEC.

Segundo Sandra Leite, assistente social responsável pela equipe de monitoramento na Semec, os resultados significam que esse público está cumprindo a condicionalidade e tem garantindo o direito ao acesso e permanência da educação.

“Isso se deve ao trabalho articulado e intersetorial das políticas de educação e assistência social, assim como da parceria com as escolas para acompanhar as crianças beneficiárias. Elas nos ajudam a identificar as vulnerabilidades e buscar formas de resolver as dificuldades que se apresentam”, conclui Sandra.