O que não pode faltar no carnaval é música e alegria. E visando reforçar a tradição dos antigos bailes e valorizar a produção dos artistas piauienses, a Prefeitura de Teresina através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves realiza o 9º Concurso de Músicas Carnavalescas. As inscrições estão abertas até o dia 24 e a primeira etapa é feita através da rede social Instagram. O evento será realizado dia 09 de fevereiro, a partir das 17h na Ponte Estaiada, dentro do evento The Vejo na Ponte.

O edital do concurso está disponível no site da Prefeitura de Teresina e da Fundação Monsenhor Chaves. Os interessados devem, na primeira etapa, publicar o vídeo de música autoral em seu perfil do Instagram, aberto ao público com a hashtag #carnavalfmc2020, seguir e marcar o perfil da FMC (@cultura_the). O vídeo postado deve ter em sua descrição o nome do intérprete e compositor e deve ser gravado por quem irá interpretar a canção no dia 09 de fevereiro. Os vídeos devem ser objetivos, tendo como foco a canção e a interpretação e deverão ser postados no feed ou IGTV.

Em uma triagem que deve ser feita pela Comissão de Seleção serão selecionados até 20 vídeos, que serão postados no Instagram da Fundação. Os dez mais curtidos irão se classificar para a etapa final/presencial do 9º Concurso de Músicas Carnavalescas de Teresina. Os classificados deverão comparecer a sede da FMC com os documentos para realizar a inscrição e confirmar a participação na etapa final. Os documentos necessários são: RG e CPF, comprovante de residência, cinco cópias da letra da música selecionada, com nome dos compositores e intérpretes, ficha de inscrição (anexo no edital) e release dos compositores.

Cada concorrente poderá inscrever até 2 músicas, sendo duas solos, ou uma solo e uma parceria ou 2 parcerias. As músicas, samba, frevo, marchinha, marcha rancho, deverão ser inéditas, não gravadas comercialmente, não terem participado de outros festivais e nem divulgadas em meios de comunicação até a data de sua inscrição, sob pena de desclassificação.

Para o gerente de promoção cultural da FMC, Paulo Dantas, a proposta é uma forma de dar mais praticidade para o artista e, de certa forma, promover o trabalho até mesmo na inscrição, bem como retomar a produção de canções que lembram os antigos bailes. “É uma vitrine para mostrar o trabalho dos nossos carnavalescos e compositores, mostrando que temos um espírito carnavalesco forte em Teresina”, finaliza.