Somente em Teresina são 244 equipes de saúde bucal atendendo nas 90 Unidades Básicas de Saúde (FMS) espalhadas por toda a capital. Em 2019 foram 205.040 consultas de rotina realizadas nesses estabelecimentos.

Dentre as consultas 157.210 foram agendadas previamente e 39.259 feitas no mesmo dia. Além disso, 2.682 atendimentos se caracterizaram como escuta inicial, quando o caso requer apenas uma orientação do dentista. “Foram realizados 5.889 atendimentos de urgências nas UBS, serviço que é complementado pelo serviço de urgência dispensado nos hospitais e UPAs da rede municipal no período noturno e nos finais de semana”, informa Dante Freitas, gerente de saúde bucal da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

No mesmo período 620.872 procedimentos odontológicos foram realizados nas UBS. “Dentre os procedimentos odontológicos podemos destacar 125.432 restaurações e 53.510 profilaxias dentárias”, destaca o gerente. Além disso, foram distribuídas gratuitamente 39.245 escovas de dentes em consultas regulares e ações educativas.

O gerente explica que os bons números se justificam pelo investimento constante em atualização e conversas com os dentistas que atuam na rede, o que sinaliza uma valorização do profissional. Segundo ele, outro fator que contribuiu para a melhoria do atendimento foi o monitoramento pelo sistema SIGMA, desenvolvido pelos técnicos da FMS, que informa em tempo real as condições de funcionamento de todos os consultórios odontológicos da Atenção Básica e eventuais problemas, o que permite a tomada das atitudes adequadas de forma ágil e eficaz. “Graças a este sistema, a resposta da gestão está mais rápida, a qualidade do atendimento melhorou consideravelmente e o consultório permanece sempre em atendimento”, explica.

Além do atendimento nas UBS e serviços de urgência, a rede municipal conta com os Centros de Especialidades Odontológicas. Nestes locais, o atendimento é orientado para as necessidades de saúde bucal nas especialidades de endodontia, cirurgia, periodontia e pacientes especiais. O encaminhamento deve ser feito das UBS´s, por profissionais que definem o tipo de tratamento a ser referenciado.