Ascom/Semec

Promover uma educação de forma inclusiva é um dos objetivos da Prefeitura de Teresina, e para proporcionar a inclusão dos alunos com deficiência a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) está equipando as escolas com carteiras e mesas adaptadas para alunos com deficiência física ou mobilidade reduzida. As cadeiras irão auxiliar no processo ensino-aprendizado, promovendo uma acessibilidade aos alunos.

A Escola Municipal Mascarenhas de Morais, localizada na zona Sul de Teresina, foi uma das escolas a receber as cadeiras na manhã desta sexta-feira (24). Segundo Luciano Garcês Marques Ferreira, diretor da escola, o ganho para os alunos que necessitam da cadeira é essencial para a o bem estar em sala de aula.

“É a inclusão sendo realizada. Com a cadeira, os alunos ficam totalmente apoiados e conseguem desenvolver as atividades propostas em sala. Estamos trabalhando para oferecer toda a estrutura necessária para o bom desenvolvimento das crianças, com os cuidados e ações inclusivas”, disse.

Essa ação vem acontecendo desde 2011, e para garantir a melhor inclusão dos alunos com deficiência física/neuro/motora já foram entregues até agora 215 carteiras e mesas adaptadas. “O nosso compromisso é de ter uma escola que acolha bem as crianças, formando cidadãos. Trabalhamos a inclusão e estamos avançando. Estamos também com mais de 180 profissionais trabalhando mais de perto com essas crianças que precisam de uma atenção especial”, afirmou Samara Moura Oliveira, coordenadora de Educação Inclusão da SEMEC.

Samara destaca ainda que as cadeiras são importantes para garantir a adaptação postural das crianças. Segundo ela, a escola deve encaminhar um laudo solicitando a cadeira adaptada. “A fisioterapeuta faz a visita para proceder à avaliação da necessidade de adequação postural, e em seguida dá a orientação para a confecção da carteira adaptada, recurso que melhora a postura e, consequentemente, a condição funcional das pessoas com deficiência”, explicou.

A coordenadora explica ainda que as cadeiras acompanharão os alunos quando houver necessidade de mudança de escola e que conforme a criança cresce é realizada uma nova avaliação e feita a troca da cadeira quando necessário. “Destacamos o quanto esta ação promove conforto e bem estar para os alunos, garantindo a segurança necessária, favorecendo assim a sua aprendizagem”, destacou.