Ascom/Semec

Olhos brilhando com a possibilidade de futuros de sucesso. Foi assim o primeiro dia de aula do novo ano letivo no Programa Cidade Olímpica Educacional, neste último sábado (08), no Centro de Formação Professor Odilon Nunes. Todos os sábados, a Prefeitura de Teresina reúne jovens talentos das escolas municipais para aprofundarem seus conhecimentos e participarem das maiores competições do país. O resultado é um número expressivo de medalhas.

Esse é o oitavo ano de execução do Cidade Olímpica, uma inovação da Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) para alunos apaixonados por matemática, física, química, ciências, língua portuguesa ou astronomia. A coordenadora Valdete Silva explica por que o Programa superou todas as expectativas. “Somos bastante procurados por pais de alunos que estudam na rede privada e sabem do trabalho feito pelo Cidade Olímpica. Isso é algo nosso, pensado exclusivamente para que os alunos das escolas municipais de Teresina construam caminhos brilhantes”, destaca.

Ascom/Semec

Mais de 900 jovens participaram do teste seletivo este ano, com 270 formando turmas, sendo 183 novos alunos. Durante a acolhida dos pais e estudantes, foi apresentado o time de professores selecionados para cada disciplina, além de orientações sobre o programa em si.

O secretário municipal de Educação Kleber Montezuma motivou os alunos, falou em sonhos e pediu dedicação. “Esse é o caminho para o alcance dos sonhos. Sabemos que somos bons, referência nacional, mas queremos ser melhores”, disse Montezuma.

Os pais que acompanham os filhos nas aulas de sábado também utilizarão o tempo para novos aprendizados. A Fundação Wall Ferraz oferece cursos gratuitos, para qualificar mão de obra e gerar oportunidade de renda aos pais de alunos.

Ascom/Semec

Maria Aparecida Pereira, aluna pelo segundo ano do Programa Cidade Olímpica, foi ao primeiro dia de aula no Programa acompanhada do pai José de Ribamar Pereira. Orgulhoso da filha, José acredita no esforço. “Ela gosta muito de estudar e tem sonhos, acredito que estou fazendo minha parte para apoiar. Essas aulas vão levar minha filha onde ele deseja. A Maria Aparecida é minha segunda filha que participa das aulas do programa. Eu tenho outra filha, a Maria Vitória, que participou do Cidade Olímpica por dois anos, e hoje está na Escola Militar. Eu agradeço o apoio e orientação dos professores. Hoje minha filha se sente realizada, pois está concretizando o sonho de poder ingressar na carreira militar e o primeiro passo foi dado, que foi a aprovação na Escola Militar”, finaliza o pai.