Rômulo Piauilino

Na manhã desta quarta-feira (12), o Palácio da Música de Teresina foi palco da tradicional Reunião Geral do Corso de Zé Pereira. Nela, foi detalhado todo o esquema de segurança, trânsito e saúde, e apresentados os pontos e novidades culturais da folia. O maior evento carnavalesco do Piauí, será realizado neste sábado (15), a partir das 16h, na Avenida Raul Lopes.

Durante a reunião, foram apresentadas duas novidades no que diz respeito a segurança e trânsito. Este ano, juntamente com o Centro Integrado de Segurança, a Secretaria de Justiça estará presente para monitorar a festa e verificar se na avenida existem pessoas com tornozeleiras eletrônicas, o que, segundo a lei, é proibido.

De acordo com o Coronel Jaime Oliveira, diretor de Operação e Fiscalização da Strans, serão colocadas grades e segurança privada em torno o condomínio da Avenida Raul Lopes, para oferecer proteção aos moradores e ao local. A entrada na avenida será proibida a partir das 14h, como de costume.

“Com cada ano que passa, vamos nos aperfeiçoando e temos conseguido minimizar o impacto no trânsito. A vinda da concentração para a Raul Lopes fez com que tirássemos um peso em outros locais, como a Marechal. Esse é um ponto positivo, assim como a circulação dos carros na avenida até certo horário”, afirmou.

Ainda segundo o diretor da Strans, os pontos de dispersão dos caminhões serão as avenidas Cajuína e João XXIII, e a concentração continua em frente ao Centro de Educação Física da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Durante todo o evento, a Ponte Estaiada estará aberta para a circulação de veículos, mas serão interditadas as alças que dão acesso ao evento.

No que diz respeito a policiamento, cerca de 600 policiais divididos em três turnos, todos caracterizados e padronizados com capacete branco e coletes refletores, estarão no evento. Serão 12 elevados da Polícia Militar para apoio. Assim como nos anos anteriores, os dez acessos à avenida terão pontos de bloqueio com policiamento e vistoria, quanto a drogas, arma e para evitar a entrada de recipientes em vidro. O esquema de segurança também terá 14 viaturas e quatro motocicletas da Guarda Municipal, equipados para o melhor monitoramento da área e patrulhamento na entrada e saída dos foliões.

O Corso 2020 conta com 400 barraqueiros cadastrados, e com 40 fiscais da SDU, com objetivo de vetar comidas e bebidas em recipientes de vidros, além de 150 homens que irão ajudar na limpeza durante e após o evento, que tem previsão de término às 23h. Para facilitar o monitoramento, haverá containers em frente aos seis palcos.

No que diz a respeito à saúde, o Centro Integrado de Segurança irá contar com um médico, um enfermeiro e cinco atendentes de enfermagem, além de uma ambulância de atendimento básico. Segundo o representante do SAMU, Dr. José Ivaldo, geralmente as ocorrências acontecem devido ao excesso de bebida alcoólica e escoriações.

“Normalmente não temos ocorrências com maior gravidade, além do excesso de bebidas alcoólicas. Tudo que for necessário de primeiro atendimento, o ponto de apoio consegue resolver na avenida. Se houver necessidade, teremos ambulância para fazer o deslocamento para o hospital da Primavera que contará com equipe reforçada”, ressalta.