FMS

Nesta terça-feira (18), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Dib Tajra do bairro Satélite, administrada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), completou um ano de existência e atingiu a marca de 125 mil e 446 atendimentos à população, o que representa, em média, 10 mil e 453 casos de urgência e emergência atendidos por mês. A data foi celebrada com palestras e ato religioso direcionado aos servidores da Unidade.

A UPA do Satélite é um estabelecimento de saúde que atende população estimada em 346 mil e 224 pessoas e é voltado ao atendimento em situação de urgência e emergência. O atendimento não é por ordem de chegada, mas por classificação de risco. O paciente fica em observação, por até 24 horas, para elucidação diagnóstica e/ou estabilização clínica. Se ele não tiver suas queixas resolvidas neste período, é encaminhado para internação em hospitais da rede.

O local conta com médicos clínicos, pediatras e cirurgiões, além de ter 18 leitos de observação, 02 de isolamento e 06 de estabilização. “A estrutura é magnífica e permite atendimento em qualquer dia e hora. Além disso, a Unidade conta com uma equipe multiprofissional qualificada, que tem o compromisso de cuidar bem e acolher os usuários que procuram o estabelecimento.”, ressalta o presidente da FMS, Charles Silveira.

O diretor médico da UPA, Thybério Gyorgi, explica ainda que a UPA possui sala destinada a atender casos mais graves. “Os leitos são equipados com monitores cardíacos e respiradores, além de ventiladores mecânicos. É praticamente uma UTI, a única diferença é em relação à rotina de determinados exames. Temos também profissionais excelentes que têm dado resposta satisfatória à comunidade”, finaliza.

A psicóloga e diretora geral da UPA Satélite, Celina Tourinho, relembra que os investimentos pela Prefeitura na construção da Unidade foram feitos em uma época em que o país enfrenta crise econômica. “Estamos na contramão dessa situação, pois o nosso esforço é voltado para beneficiar a comunidade. Hoje, temos motivos para comemorar. Além de termos feito uma grande quantidade de atendimentos, também temos qualidade e somos referência no Piauí”.

A dona de casa Luzia Maria, de 44 anos de idade, é uma das pessoas que mora na região e aprova o atendimento na UPA do Satélite. “Tenho algumas doenças crônicas e às vezes fico em crise, sentindo dor no estômago e mal estar. Já vim várias vezes à UPA. Toda vez que venho, sou bem atendida. O atendimento é ótimo e a estrutura também. Só tenho que agradecer aos profissionais”, conta.