“A população passou a gastar menos com remédios depois de utilizarem os espaços para as suas atividades físicas”, afirma Miguel Rosa, secretário municipal de esporte e lazer, ao avaliar a atuação das academias populares espalhadas pela capital.

Em Teresina já são 83 unidades em todas as zonas da cidade. Até o final do ano, segundo o secretário, a meta da Semel é chegar a 200 academias implantadas. “Nossas academias já funcionam atendendo milhares de pessoas, entre jovens e idosos, nos turnos da manhã, tarde e noite. Queremos garantir esta presença em mais lugares. Quem está praticando atividade física nas academias já percebe muitos resultados. A população que frequenta, especialmente os idosos, passou a gastar menos com remédios ao investir na movimentação do corpo da mente”, pontua Miguel Rosal.

Os participantes encontram nas atividades uma contribuição para perda de gordura corporal e controle do peso, aumento da força e resistência muscular, melhoria e aumento das capacidades cardiovascular e cardiorrespiratória, mais flexibilidade e equilíbrio do corpo, combate ao sedentarismo, ansiedade e depressão e outros benefícios.

Para orientar os usuários sobre a melhor forma de se exercitar, a Semel também disponibiliza educadores físicos. “As academias se tornaram referência na busca por saúde, bem-estar e qualidade de vida para os praticantes e isso nos motiva a aumentar este número de academias para atender ainda mais pessoas”, finaliza o secretário.