Teresina registrou aproximadamente 45 mililitros de chuvas na madrugada desta sexta-feira (21). Para evitar transtornos, equipes da Prefeitura percorrem a cidade desde as primeiras horas do dia, avaliando pontos críticos e realizando serviços de limpeza.

Na zona leste os serviços estão concentrados na limpeza de galerias dos bairros São Cristóvão, Piçarreira e Satélite, além do canal da Avenida Noronha Almeida, no bairro São João. O gerente de Serviços Urbanos da SDU, Renato Lopes, explica que as equipes de limpeza estão aplicando ações de limpeza nas galerias e boca de lobo, retirando entulhos e lixos que são descartados incorretamente nas avenidas, ruas e espaços públicos. “Nossas equipes estão atuando nas áreas consideradas mais baixas. Os serviços de monitoramento visam garantir o perfeito escoamento das águas pluviais e impedir que o material sólido retido durante as chuvas cause maiores transtornos”, explicou.

A zona sudeste também está recebendo ações de monitoramento de pontos considerados críticos e sujeitos a alagamentos. As equipes de limpeza da SDU estão percorrendo ruas e avenidas para identificar áreas afetadas pela chuva e tomar as medidas necessárias. “Desde cedo estamos percorrendo todos os pontos de galeria e tudo tem se mantido dentro da normalidade. Os sistemas de drenagem estão funcionando conforme o esperado e as equipes de limpeza continuam fazendo o trabalho de capina e recolhimento de entulho”, garantiu o gerente de serviços urbanos da SDU, Isaú Pereira.

Paulo Lopes, superintendente da SDU Sul, afirma que na região foram detectados alguns pontos de alagamentos, mas que as equipes de limpeza do órgão já estão trabalhando nos locais. O gestor lembra ainda a importância do descarte correto dos lixos, principalmente os resíduos de podas de árvores. “Especialmente em períodos chuvosos devemos lembrar dos transtornos que podem ocorrer quando depositamos lixos em lugares errados. Observamos em alguns bairros da zona sul que os moradores têm o hábito de jogar restos de podas próximo a passagens de água, o que provoca alagamentos. Essa prática, além de errada, custa caro para todos”, disse.

A Prefeitura reforça a necessidade do cuidado por parte da população em descartar o lixo em locais apropriados para não entupir a passagem das galerias e canais da cidade. É fundamental o apoio da população no sentido de evitar o acúmulo ou descarte irregular de lixo em áreas de proteção ambiental.