A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai transferir a escultura do anjo, que homenagearia Torquato Neto e seria instalada na nova praça da Ponte Estaiada, para o Museu da Imagem e do Som de Teresina (MIS), que deve ser inaugurado no fim deste ano. A decisão veio após o MIS escolher homenagear a obra de Torquato Neto em sua abertura. A nova praça da Ponte Estaiada homenageará o poeta H. Dobal.

A nova escultura a ser instalada na praça será sobre um pescador paciente, em homenagem à poesia “Martim Pescador” de H. Dobal. Na poesia, o poeta fala sobre o pescador João Gomes e sua “paciência infinita dos dias de pesca”. A peça ficará localizada no espaço da alça direita da ponte e terá três metros de largura por dois e meio de altura.

Assim como o ‘Anjo Torto’ de Torquato Neto, o ‘Pescador Paciente’ também é assinado pelo artista Braga Tepi e chegará no mês de março, em comemoração aos 10 anos de inauguração da Ponte Estaiada João Isidoro França. O novo local passará a ser chamado de Praça H. Dobal.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, mesmo com a doação da escultura ao MIS, a praça da ponte continuará com a ideia de homenagear artistas teresinenses. “Aquele espaço sempre foi pensado para ser um ponto de cultura. Com a doação da escultura do anjo, pensamos em homenagear outro grande artista local, e o escolhido foi o poeta, cronista e professor H. Dobal, que tem uma vasta obra para ser apreciada. A Semdec vem trabalhando para dinamizar a frequência da população à Ponte Estaiada. A ideia é que tornemos o local um ponto para inspirar e ser palco da nossa poesia, com exposições de arte e realização de saraus. Além disso, é claro, a chegada da escultura vai celebrar os 10 anos da ponte”, explica.

A obra é uma iniciativa da Semdec, sendo executada pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Leste, que já está realizando a estruturação para receber a obra de arte. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) ficará responsável pela iluminação do local.

H. Dobal

Hindemburgo Dobal Teixeira (H. Dobal) nasceu em Teresina. Poeta, cronista e professor, formou-se em Direito em 1952, pela Faculdade de Direito do Piauí. Foi um dos fundadores do Movimento Meridiano. Funcionário público concursado, aposentou-se como auditor fiscal do Tesouro Nacional. Trabalhou no Rio de Janeiro e em Brasília e passou por períodos de formação em Londres e Berlim. Deixou uma vasta obra publicada. H.Dobal morreu em maio de 2008, em Teresina, aos 81 anos.