Com a proximidade do Dia Internacional da Mulher, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está desenvolvendo a campanha #MulheresAoVolante, que leva à órgãos públicos, entidades, redações e cruzamentos da capital reflexões sobre o papel feminino no trânsito e o respeito às leis. Na manhã desta sexta-feira (06) a iniciativa acontece em entidades e órgãos públicos da capital.

A ação, que vem acontecendo desde a última quinta-feira (05), mobiliza condutoras, servidoras, repórteres, apresentadoras, radialistas e produtoras a segurarem placas com frases que chamam a atenção para o respeito às leis de trânsito.

Frases como “Sou mulher, sou motorista e dirijo com responsabilidade”, “Celular no volante, perigo constante”, e “Eu não estaciono em local proibido”, trouxeram reflexões sobre o bom comportamento feminino no trânsito.

A gerente de educação no trânsito da Strans, Samyra Motta, explica que além da referência às leis de trânsito, a campanha quer quebrar o estigma machista no trânsito e mostrar que as mulheres são boas condutoras. “Nosso relatório Vida no Trânsito mostra em números que os homens se acidentam e morrem quatro vezes mais que as mulheres em Teresina. As mulheres teresinenses dirigem bem e são boas condutoras e precisamos reconhecer isso”, pontua Samyra.

A advogada Luma Duanny Matriz, que participou da campanha, afirma que a simplicidade da ação é significativa para quebrar o estereótipo de que as mulheres são um “perigo constante” no trânsito. “Precisamos reconhecer que nós mulheres somos boas condutoras e dirigimos com responsabilidade. Frases machistas que remetem às mulheres motoristas estão ultrapassadas e não colaboram com a valorização da vida no trânsito”, assegura a advogada.

As mulheres podem compartilhar o bom comportamento no trânsito por meio das hashtags #MulheresAoVolante e #Strans.