Com o objetivo de convidar os moradores a colaborar com a cidade, o aplicativo Colab permite à população comunicar diretamente para os órgãos públicos os problemas do seu bairro, e tem revolucionado o que significa fazer uma gestão participativa no município de Teresina. Com cinco anos de existência, a plataforma já soma 18 mil solicitações atendidas e 12.700 usuários no total, com uma média de 15 novos cadastros por dia.

O aplicativo nasceu da ideia de facilitar que a população informasse sobre focos do mosquito Aedes aegypti para a Fundação Municipal de Saúde (FMS), colaborando com a gestão pública no combate à dengue, zika e chikungunya. Com o tempo, a plataforma foi crescendo e integrando mais serviços de 63 categorias diferentes como meio ambiente, transporte, segurança, limpeza, entre outras. São 190 servidores de todas as secretarias contribuindo com o projeto e trabalhando para resolver as demandas enviadas pelo app.

Atualmente, através do Colab, o cidadão pode fazer solicitações de serviços da Prefeitura como manutenção de vias (tapa buraco), fiscalização de calçadas irregulares, capina e poda de árvores, retirada de entulho, reparos em postes sem iluminação, denúncias de áreas abandonadas, entre outros. Essas demandas são analisadas pela Ouvidoria do município e encaminhadas diretamente para os órgãos responsáveis. As principais solicitações em Teresina são referentes a serviços de reparos de buracos na via, recolhimento de entulho na calçada e capina.

Para fazer uma solicitação de serviços, é só baixar o Colab no smartphone (compatível com Android e iOS) e criar um perfil no aplicativo. Devidamente cadastrado, o usuário pode então fazer uma publicação, preenchendo o campo de descrição com informações da sua demanda e colocando o endereço do local, além de poder enviar até três fotos.

Para Hassan Said, ouvidor-geral do município, a utilização do Colab só traz vantagens para o cidadão, pois economiza tempo e instiga a colaboração com a gestão pública. “É importante que a população baixe o aplicativo porque, através dele, você consegue resolver suas demandas sem precisar se deslocar até a Prefeitura ou órgãos específicos, nem precisar ligar para a ouvidoria, ou alguma outra forma mais trabalhosa de contato. Da sua localidade, você informa o problema e tira uma foto, faz o georreferenciamento com o endereço correto para garantir que as equipes encontrem o local, e finaliza sua solicitação. Você economiza seu tempo e colabora com a Prefeitura”, afirma.

O Colab funciona como uma rede social que permite ao cidadão adicionar outros usuários e curtir, comentar e compartilhar postagens. A partir das publicações dos usuários, a Ouvidoria seleciona as solicitações e dá o devido encaminhamento. Quando o protocolo da demanda é gerado, o usuário que a fez e também aqueles que se interessaram – curtiram, comentaram ou compartilharam a publicação – passam a receber atualizações sobre o processo de resolução daquela questão.

“O Colab é uma startup de gestão pública colaborativa, que é justamente essa ideia de a população ajudar a Prefeitura a gerir o município e promover cidadania. É uma ferramenta importante também porque canaliza as solicitações das pessoas para um único veículo que gera grande resolutividade. As vezes, as demandas do cidadão se perdem em tantas redes sociais, ou não há informações suficientes, mas centralizando essa colaboração no Colab, que é uma rede social exclusiva para esse propósito, a resolutividade é bem maior. Além disso, essa centralização viabiliza um mapeamento e medição mais precisa dos problemas da cidade, o que facilita o gerenciamento”, destaca Guilherme Andrade, coordenador de Operações do Colab.

A Prefeitura também envia comunicados de interesse da população através do aplicativo, além de realizar consultas públicas sobre os mais diversos assuntos como o Plano Diretor de Teresina, o festival The Vejo na Ponte, os projetos Se Essa Rua Fosse a Minha e Agenda Teresina 2030, e outros, para saber a opinião dos usuários sobre ações da administração municipal. Assim, o os gestores podem entender que tipo de políticas públicas seriam mais bem recebidas pelos moradores.

Tudo que o cidadão faz na plataforma do Colab gera pontos que contribuem para o ranking dos usuários, seja entre seus amigos no aplicativo, entre todos os usuários na cidade e entre todos que usam o aplicativo no país. Dependendo da quantidade de publicações feitas pelo cidadão em cada categoria, ele pode desbloquear medalhas digitais no próprio app. “O Colab também mostra a posição da cidade no ranking nacional e Teresina está em 3ª lugar entre as que utilizam o aplicativo, o que atesta para um grande engajamento da população local”, finaliza Guilherme.