Ascom/Semec

Com a recente conquista de premiações das escolas de Educação Infantil da Rede Municipal de Teresina, os pais de alunos têm feito declarações que motivam ainda mais as equipes escolares. Vem da comunidade o apoio que as unidades de ensino precisam para desenvolver cada etapa do que planejam na rotina escolar.

O CMEI Nossa Senhora Maria Auxiliadora, situado no Parque Rodoviário, ganhou por duas vezes o Prêmio de Valorização do Mérito na Educação Infantil, que considera o desempenho dos alunos do II Período em leitura e escrita. Nos corredores, as crianças se divertem com a conquista: “somos bicampeões”, vibram.

No CMEI Joel Mendes, zona Norte, a surpresa dos pais foi ver as crianças começando a ler e escrever ainda bem pequenas. Vânia Rodrigues, mãe da Isadora, conta que a filha já escreve o nome, reconhece as letras do alfabeto e comenta em casa tudo que aprende na escola. “Ela tem apenas 4 anos e está bem desenvolvida para a idade. Acredito que tem muito a ver com o empenho dos profissionais”, pontua.

As estratégias de alfabetização das crianças em Teresina chamou atenção do Ministério da Educação, que passou a utilizar o município como referência para outras redes. Na capital, mais de 90% dos alunos desenvolvem as habilidades de leitura e escrita até os 6 anos de idade.

Geovana Sofia acaba de chegar ao Ensino Fundamental, com 7 anos, e a mãe não poderia estar mais orgulhosa. A família veio há pouco tempo de outro Estado e a menina passou a frequentar o CMEI Árvores Verdes, localizado na estrada da Cacimba Velha, zona rural.

“Encontramos desde o início amor e dedicação. O que minha filha não tinha aprendido em dois anos, conseguiu em dois meses no CMEI. Ficamos encantados como ela encontrou o que precisava para se desenvolver, agora está pronta para essa nova etapa, lendo e escrevendo perfeitamente”, afirma a mãe Stefane Moraes.

Para a coordenadora de Alfabetização da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Carmem Portela, depoimentos como esses fazem todo o trabalho valer a pena. “São histórias reais que surgem de dentro das nossas escolas públicas, mostram como a educação transforma vidas e como esse processo anima todos ao redor. São evidências de que estamos no caminho certo”, finaliza Carmem.