Semcom

A Praça Camila Pereira Abreu do bairro Nova Teresina, zona Norte da capital, receberá neste sábado (14) a 29ª edição do Teresina em Ação. O evento começa a partir das 8h e segue até às 13h. O Teresina em Ação, além de aproximar a população dos serviços de cidadania ofertados no município, a cada edição busca fortalecer ainda mais o lazer e cultura nos bairros.

Além das atividades já tradicionais de orientações e serviços em diversas áreas, como assistência social, saúde, justiça itinerante, consultas, emissões e regularização de documentos, a praça também será palco simbólico da luta por direitos com uma programação especial conduzida pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) em alusão ao Dia Internacional da Mulher.

“O mês de março é um mês especial para todas nós, mulheres. Mas não devemos ter apenas uma visão romântica da data com homenagens e flores, ele também deve ser visto como forma protesto. Por isso, o Teresina em Ação vai ser na Praça Camila Pereira, uma vítima de feminicídio. Um local bastante simbólico para nós, mulheres, que queremos ocupar espaços, que não queremos andar com medo e que queremos viver”, afirma a coordenadora geral do Teresina em Ação, Débora Ferraz.

Lidiane Oliveira, gerente de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da SMPM, afirma que o evento é uma oportunidade de reforçar a necessidade do diálogo e da sensibilização da sociedade sobre o tema. “O mês de março é mais uma oportunidade de voltar nosso olhar para as vítimas de feminicídio, como também uma forma de prestar homenagem àquelas que morreram pelo simples fato de serem mulheres. Não podemos silenciar, precisamos refletir a necessidade de dialogar cada vez mais para desnaturalizar esse fenômeno da violência contra a mulher dentro da nossa sociedade”, afirma Lidiane Oliveira.

Na ocasião, a SMPM estará divulgando as campanhas ‘Para Elas’ e ‘Não te dei liberdade’, bate-papo e oficinas voltadas para o público feminino. “A campanha Para Ela consiste na doação de produtos de higiene pessoal para mulheres em situação de rua, entendendo que a gente precisa dar visibilidade e atenção a estas mulheres. Estaremos também com a campanha ‘Não te dei liberdade’, de sensibilização e enfrentamento ao assédio e importunação sexual sofrido por mulheres. Teremos ainda dinâmicas para estimular o autoconhecimento das mulheres, bate-papo com adolescentes sobre ciclo menstrual e oficina de mandala”, conclui a gerente.

O convite para a solidariedade também será reforçado. A equipe do Teresina Transforma estará presente na praça orientando e realizando cadastro de novos voluntários na plataforma, que é uma proposta para engajamento cívico em projetos sociais viabilizando a troca entre quem quer ajudar e quem precisa de ajuda voluntária.

Outra atração será a Associação dos Bibliotecários do Estado do Piauí (ABEPI) que fará sua primeira participação no evento e levará para o público a cultura dos livros. Na ocasião, haverá bate-papo literário, troca e doação de livros da Literatura Piauiense, oficina de restauração de livros, tira-dúvidas ABNT, contação de histórias e teatro de bonecos.

“Essa é a característica mais louvável do projeto Teresina em Ação, proporcionar cidadania e cultura para as pessoas das comunidades, seja por meio dos serviços administrativos ali bem próximos a elas, seja por meio de momentos culturais e de lazer”, comenta Samuel Silveira, secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

A programação do palco contará com a participação do grupo de capoeira Raízes do Brasil e a animação das bandas 16 de agosto e Luiz Gonzaga da Fundação Monsenhor Chaves (FMC), além do entusiasmo do grupo de ginástica laboral e dança que atrai todos os públicos. A diversão das crianças também é garantida com atividades recreativas, jogos, pintura de rosto e muito mais.