Representantes da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM) participaram da Oficina Setorial Qualitativa, atividade que tem como objetivo elaborar o Diagnóstico do Perfil da Mulher Piauiense no contexto atual. A Oficina aconteceu em Teresina, mas deve cumprir agenda em vários municípios do estado.

O documento elaborado durante todas as oficinas também servirá de base para a construção do I Plano Estadual de Políticas Públicas para as mulheres no estado do Piauí. O diagnóstico possui uma dinâmica participativa, buscando dialogar com o poder público local e sociedade civil.

A Oficina tem a finalidade de fortalecer a participação social, expressar novas perspectivas de realidade das mulheres, evidenciando problemas, riscos e causas. Também propõe uma coleta de dados que possa proporcionar uma base para o sistema de avaliação e assim contribuir para a elaboração de novas políticas públicas para as mulheres no Piauí.

Segundo a assessora técnica da SMPM, Ana Patrícia Oliveira, esse é um momento histórico para o estado do Piauí. “O Piauí avança a passos largos na contribuição de políticas públicas para as mulheres e caminha para a elaboração do seu primeiro plano estadual. É com muita satisfação que afirmamos que a SMPM teve a oportunidade de contribuir para esse projeto com suas experiências e proposições de ideias”, declarou.

A consultora do Consórcio CON&SEA/CEALMA/IDESA, organização que está à frente da produção das oficinas juntamente com a Coordenadoria Estadual de Políticas para as mulheres, destacou a contribuição da SMPM durante as atividades e em como é importante somar forças para elaboração desse documento.

“Queremos um diálogo conjunto, onde todos contribuam para a elaboração desse perfil da mulher piauiense. A SMPM participou ativamente com uma contribuição bastante significativa. É uma secretaria especializada, que tem grandes projetos. A expectativa era realmente essa”, declarou a consultora.

O Diagnóstico será elaborado após o cumprimento de etapas como oficinas, técnicas quanti-qualitativas, entrevistas semiestruturadas e questionários, entre outras metodologias.