Ascom/SDU Centro Norte

Famílias que residem em áreas ribeirinhas e consideradas de risco receberam na manhã de hoje (17) a visita de técnicos da Gerência de Habitação (GHAB) da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte. Por questão de segurança, algumas famílias estão sendo transferidas para o Programa Família Solidária.

O superintendente executivo da SDU Centro Norte, Márcio Sampaio,  informou que o caminhão baú da Prefeitura está na Rua Cedro, no bairro Poti Velho, para prestar toda assistência e fazer a transferência dos moradores. “Estivemos visitando as famílias, que estão nas áreas ribeirinhas, conversamos com os moradores e nos colocamos à disposição para que essas famílias sejam transferidas para locais seguros”, disse.

Sampaio reforça que o monitoramento do nível dos rios está sendo feito diariamente e a expectativa com as chuvas que têm caído na cidade é que o nível suba ainda mais.  “Nossas equipes estão todos os dias em campo, fazendo vistorias e ajudando, da melhor forma possível, as famílias que estão em pontos de atenção”, informou.

A assistente social Adriana Arruda, que trabalha há mais de dez anos acompanhando as famílias que vivem em área ribeirinha, enfatiza que esse trabalho de acompanhamento é realizado durante todo o ano. “Fazemos um trabalho de conscientização para que essas famílias  entendam a necessidade de mudança para áreas mais seguras, mas ainda encontramos muita resistência por parte de algumas famílias”, explicou.

Adriana relembra que com a implantação do Programa Lagoas do Norte, o problema de algumas áreas de risco foi resolvido. “Reduzimos muitos problemas com as famílias, mas ainda temos algumas que não aceitam as mudanças e que por isso todos os anos precisamos fazer esse trabalho de monitoramento e assistência”, acrescentou.

Estão sendo monitorados os seguintes bairros: Poti Velho, Água Mineral, Leonel Brizola, Dilma Rousseff, Parque Alvorada, São Joaquim, Vila Apolônia, Mafrense, Nova Brasília e Vila Ferroviária.