Diante de todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde pela proliferação do COVID-19, a cultura em Teresina não para. Com funcionamento voltado para expediente interno e com um plano especial para funcionários, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves está trabalhando na elaboração de editais e, apesar de ter cancelado a realização de eventos e oficinas, mantém o atendimento com aulas via internet para alguns alunos.

De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), até o início da tarde da última quarta-feira (18) não existia nenhum caso de COVID-19 confirmado em Teresina. No entanto, várias medidas estão sendo tomadas para prevenção por diversos órgãos da Prefeitura de Teresina. A Fundação Monsenhor Chaves, por exemplo, cancelou todos os eventos que aglomerem pessoas, bem como as oficinas.

“Nosso objetivo fim, que são eventos e oficinas que reúnem pessoas, está bloqueado. No entanto, estamos aproveitando esse tempo para a revisão de diversos editais que serão lançados em breve, mas buscando maneiras de evitar que sejam feitos presencialmente. É uma forma de preservar tanto a população como a nossa equipe”, destaca Paulo Dantas, gerente de promoção cultural.

As ações também estão voltadas para caráter educativo, principalmente nas oficinas. No projeto Banda Escola, que atende mais de 400 jovens, por exemplo, estão sendo reforçadas as ações de higiene para os alunos para que evitem o compartilhamento de instrumentos e que façam a higienização a cada vez que usarem e que procurem sempre locais arejados para o estudo.

“O estudo e a prática da música é algo que tem que ser frequente e nessa época em que as pessoas estão em casa, o instrumento pode ser uma boa companhia. Para que nossos alunos não parem, estamos oferecendo um acompanhamento via internet para que possam tirar dúvidas e peguem exercícios”, destaca Paulo.