As tentativas de combate à COVID-19 ao redor mundo evidenciam que melhor forma de evitar a disseminação dessa doença é o isolamento domiciliar; no entanto, em casas com mais de um morador alguns cuidados precisam ser tomados. A equipe do Centro de Operações de Emergências (COE) de Teresina, vinculado à Fundação Municipal de Saúde (FMS) dá algumas orientações sobre como agir dentro de nossas residências.

Segundo o infectologista da FMS Carlos Gilvan Nunes, a medida principal é a higienização constante das mãos, seja com água e sabão ou álcool gel 70%. “Devemos evitar não nos aproximarmos tanto das pessoas, tentando manter por exemplo um metro de distância uns dos outros”, aconselha. Ele explica ainda que a higienização dos ambientes pode ser feita com alvejantes saneantes comuns, desde que se respeite a medida de 1 parte de produto para 99 de água.

Caso seja preciso sair de casa – apenas em casos extremamente necessários – é importante que sejam evitadas aglomerações, mantendo a distância aconselhada para as outras pessoas. “Ao chegar em casa, tire a roupa que estava vestindo e coloque logo para lavar, se possível em água com temperatura elevada, entre 60ºC e 90ºC, e tome banho”, diz Carlos Gilvan Nunes.

Outro cuidado é com o lixo. Caso algum morador esteja com sintomas respiratórios e descartando lenços no lixo comum. “Ao manusear o lixo, use uma luva e tenha posteriormente a constante higienização das mãos”, diz o infectologista.

Se algum membro da família estiver com sintomas respiratórios, como tosse e espirros, o aconselhável é que ele use uma máscara cirúrgica e tente se isolar em um cômodo apenas para ele. “Vale frisar o uso racional de máscaras. Sabemos que todos estão preocupados com a transmissão, mas elas são efetivas em conter as secreções daquele paciente com sintomas respiratórios e não devem ser usadas indiscriminadamente”, orienta o infectologista. “É até aceitável utilizar num idoso quando ele realmente precisa sair de casa, como para tomar a vacina da gripe”, finaliza Carlos Gilvan Nunes.

A Covid-19 é a doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que acarreta infecções respiratórias e tem se espalhado por vários países. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a doença pode causar sintomas graves e até levar a óbito indivíduos de grupos considerados de risco, como idosos e pessoas com comorbidades como hipertensão, diabetes e doenças respiratórias crônicas.