O prefeito Firmino Filho iniciou neste sábado (28) uma série de conversas, no formato de entrevista, com profissionais de saúde sobre a pandemia causada pelo coronavírus no mundo. O objetivo é informar a população e tirar dúvidas dos teresinenses sobre a Covid-19. As conversas serão transmitidas através de lives em suas redes sociais, Twitter @firmino_filho, Instagram @firminosfilho e Facebook, através da sua página Firmino Filho.

Nesta primeira transmissão, o prefeito conversou com o médico cardiologista Marcelo Martins. O profissional ressaltou a importância de mantermos o isolamento social como a única forma que temos agora para conter o avanço do vírus em nossa sociedade, principalmente porque ele já avança por todo o Brasil. “A partir do momento que a onda vai se aproximando, a gente corre mais riscos. Em Fortaleza temos casos de hospitais com sua capacidade completamente lotada. A doença está chegando na nossa porta e é hora de unidade, serenidade, para que a gente faça com que essa onda não chegue aqui tão forte. Ela vai chegar, ela está chegando no mundo inteiro, cabe a nós tomarmos todas as medidas para que ela chegue mais fraca possível. E a única forma de conseguirmos isso é com o isolamento social”, disse o médico.

Ele afirma que a prevenção é importante principalmente porque o sistema de saúde do Piauí não tem capacidade de suportar uma onda forte da doença. “Não temos UTIs suficientes, o número de leitos de terapia intensiva no Piauí é muito pequeno, o numero de profissionais habilitados para lidar com estes pacientes é muito pequeno. Não temos estrutura de atendimento, vamos ter que lidar com a nossa deficiência de anos na saúde. Alguns dias atrás me ligou um colega de um hospital regional, responsável por receber pacientes de mais de 10 municípios e tinha apenas um ventilador. Isso gera uma angústia muito grande. Infelizmente não temos estrutura para aguentar uma onda forte”, lamentou o médico.

As lives na página do prefeito Firmino Folgo devem continuar e, na tarde deste sábado, às 16h, ele conversará com o professor de cardiologia da Universidade Federal do Piauí e presidente da Associação Piauiense de Medicina, Paulo Márcio. “É fundamental que a gente possa se alimentar de informações de técnicos da área, de quem tem autoridade para falar do assunto e esse é o objetivo dessa nossa série de entrevistas. Não é a opinião do prefeito, mas de quem tem experiência vasta na área e está sintonizado com aquilo que está acontecendo no mundo”, disse Firmino Filho.