O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) registrou uma queda de 33% no número de atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito desde o início do primeiro decreto municipal que determina o fechamento do comércio e serviços não essenciais em Teresina. A variação está diretamente relacionada às ações de distanciamento social recomendadas por órgãos de saúde.

Os dados do relatório, emitido pelo setor de estatística do HUT, apontam que nos primeiros quinze dias de março foram atendidas 438 vítimas de acidentes de trânsito. Já na segunda quinzena do mesmo mês foram 293 pessoas acidentadas. Uma queda de 33%. Ao todo, no primeiro trimestre deste ano, a unidade de saúde contabilizou 2.359 registros.

De acordo com o diretor geral do HUT, Rodrigo Martins, o distanciamento social é uma medida importante nesse momento de pandemia da Covid-19. “Ficar em casa também reflete na menor quantidade de veículos circulando pela cidade. Isso é importante para reduzir os acidentados e deixarmos mais leitos disponíveis aos pacientes, caso nosso hospital venha a receber casos confirmados da doença”, avalia o diretor.

Outro dado importante divulgado pelo HUT aponta que, no ano passado, 10.632 pessoas deram entrada na unidade de saúde vítimas de acidentes de trânsito. No dia 3 de março, o prefeito Firmino Filho anunciou um novo decreto que suspende o funcionamento de estabelecimentos comerciais, como lojas de material de construção e peças automotivas. As restrições de convívio social no município foram reforçadas pela insistência de alguns cidadãos em desobedecer o que recomenda organizações de saúde.