Urbanistas, servidores públicos, estudantes e o público em geral poderão participar nas próximas semanas do curso EaD da Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN) responsável pela promoção e monitoramento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU na Prefeitura de Teresina. O objetivo da capacitação é familiarizar os participantes sobre resiliência urbana, com a temática “Tornando Teresina resiliente aos desafios: de pandemias às mudanças climáticas”. O curso é gratuito e será realizado entre os dias 13 a 23 de abril.

Serão quatro módulos; os dois primeiros serão mais básicos, abordando alguns conhecimentos e conceitos sobre as mudanças climáticas e os acordos feitos por governos ao redor do mundo para combater estes problemas. Os dois últimos módulos, na segunda semana de curso, abordarão as estratégias urbanas adotadas em relação a estas questões e a análise de riscos, que envolvem choques, estresses e desafios.

Estes três últimos conceitos serão explicados em mais detalhes para os participantes, e estão especialmente relacionados ao momento vivido atualmente com a pandemia do coronavírus. Uma situação adversa e repentina, que causa grandes impactos e gera problemas para a sociedade e gestão pública, como a pandemia, se encaixam no conceito de “choque”. O EaD da Agenda Teresina 2030 irá abordar como a gestão pode lidar com diversos tipos de problema que podem assolar a cidade.

O curso será dividido em videoaulas teóricas e exercícios práticos nas segundas e quartas, e nas terças e quintas serão feitos os debates através de videoconferência, tirando as dúvidas e aplicando os conhecimentos ao contexto local. De acordo com a urbanista Mariana Fiúza, da Agenda Teresina 2030, o curso será debatido em paralelo ao surgimento de pandemias como a do coronavírus, um dos exemplos de choque que desafiam a gestão pública.

“Nós iremos realizar este curso para debatermos desde o surgimento de pandemias ao agravamento da crise climática, bem contextualizado com o que vivemos atualmente. Como as cidades precisam estar mais preparadas para lidar com episódios inesperados que precisam uma resposta do global para a esfera municipal. Além disso, vamos debater também sobre as dificuldades dos sistemas urbanos de se recuperarem de crise por outros episódios, como tornados, chuvas e secas extremas, redução de áreas agricultoras no planeta etc.”, informou Mariana.

A inscrição no curso pode ser feita através do link https://eadteresina2030.eventbrite.com.br, com vagas limitadas.