Na noite deste domingo, o prefeito Firmino Filho participou de uma videoconferência com representantes do Governo do Estado, Ministério Público e Associação Piauiense de Municípios. O objetivo foi discutir ações conjuntas que venham a combater a proliferação do novo coronavírus. O foco principal é na ampliação da fiscalização do cumprimento dos decretos para garantir a ampliação do índice de isolamento social.

O prefeito Firmino Filho lembrou que os decretos já estão em sua terceira semana e que, infelizmente, algumas pessoas já começam a afrouxar o cumprimento, desrespeitando as orientações de permanecer em casa. “Na primeira semana, tivemos uma média de 60,4% do índice de isolamento social. Na segunda semana esse índice baixou para 55,3% e na terceira semana ficou em 55,4%. Esse número se manteve ainda nesse patamar porque tivemos o feriado na sexta-feira. É por isso que precisamos ser ainda mais firmes no sentido de garantir o cumprimento dos decretos nas próximas semanas, que serão decisivas. Não podemos colocar todas as estratégias adotadas até aqui em risco”, frisou, lembrando que a Prefeitura vai encaminhar nesta segunda-feira, um projeto propondo a antecipação do feriado do dia 16 de agosto para o dia 17 de abril, sexta-feira.

Nesse sentido, ficou definida uma participação mais efetiva dos órgãos de segurança pública para garantir o cumprimento dos decretos. O trabalho de fiscalização envolverá equipes da Guarda Municipal, além da Polícia Militar e Civil. As autoridades de segurança irão atuar na fiscalização do funcionamento dos estabelecimentos que não possuem autorização para funcionamento, além de intensificar as barreiras de divisas com os demais estados, sobretudo Maranhão e Ceará. A Polícia Civil irá atuar também na lavratura dos termos circunstanciados de ocorrência (TCOs) nos estabelecimentos que estão descumprindo os decretos.

O secretário municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, lembrou que, devido a intensificação na fiscalização, o número de estabelecimentos descumprindo as regras experimentou uma queda. “Antes, tínhamos cerca de 300 estabelecimentos fechados todos os dias. O número vem caindo por conta da intensificação da fiscalização. Ao intensificarmos a fiscalização, em parceria com as Policias Civil e Militar, teremos um impacto ainda mais positivo, incluindo na fiscalização de espaços públicos que possuem aglomerações, como as avenidas marechal e Raul Lopes”, pontuou.

O presidente da Associação Piauiense de Municípios, Jonas Moura, revelou a preocupação com o afrouxamento do decreto de isolamento social no Maranhão. Lá, o governador Flávio Dino, manteve as regras apenas na região de São Luís e deixou a cargo dos prefeitos a edição dos demais decretos. Para o governador Wellington Dias, a medida pode por em risco o controle da doença no Piauí. “No Piauí, as medidas permanecerão como estão. Não vamos afrouxar as regras. Muito pelo contrário, vamos intensificar a fiscalização porque o que estamos precisando é de mais tempo de isolamento enquanto trabalhamos a ampliação da capacidade de atendimento”, garantiu.

A expectativa das autoridades é de que o Piauí experimente o pico da doença até meados de maio. Até lá, o Estado estima que será necessário ter pelo menos 600 leitos disponíveis para os casos mais complicados da doença. A previsão é de que, na próxima semana, cheguem os respiradores e monitores adquiridos tanto pelo Governo do Estado quanto pela Prefeitura. Além disso, o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, sugeriu uma conversa entre representantes do município e do Estado no sentido de conseguir apoio da iniciativa privada na disponibilização de leitos para os atendimentos.

Outra cobrança que foi feita pelo prefeito Firmino Filho e pelo representante da APPM foi a realização de testes em massa. Firmino reforçou a tese de subnotificação dos casos, devido a ausência de testes e que isso pode passar para a população a sensação de que o novo coronavírus é uma realidade distante do Piauí. A procuradora geral de Justiça, Carmelina Moura, destacou que o órgão é favorável às medidas de isolamento social que tem sido implementadas e aproveitou para destacar que, no último dia 09 de abril, o Procon expediu recomendações para que os bancos possam organizar os atendimentos. “Já nesta segunda-feira, o Procon vai reforçar a fiscalização nesses pontos para garantir que haja o cumprimento das medidas que visam evitar as aglomerações”, adiantou.

Participaram da videoconferência, o prefeito Firmino Filho, o governador Wellington Dias, o secretário Samuel Silveira, os secretários estaduais de Governo, Osmar Júnior, de Saúde Florentino Neto, Segurança, Fábio Abreu, o comandante da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, o Delegado Geral Lucy Keiko, a diretora de Vigilância Sanitária do Estado, Tatiana Chaves, os secretários de Comunicação do Estado, Alisson Bacelar e do Município, Dulce Luz, o presidente da APPM, Jonas Moura e a Procuradora Geral de Justiça, Carmelina Moura.