A Agenda Teresina 2030, departamento da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), lançou em seu Instagram o “Desafio ODS 5”, com o objetivo de incentivar as pessoas a compartilharem o seu conhecimento sobre violência doméstica e conscientizar os seguidores a fazerem denúncias sobre qualquer suspeita de mulheres vivendo nesta situação. A iniciativa, lançada em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), acontece em resposta ao aumento no número de casos de mulheres agredidas pelos próprios companheiros durante a pandemia do coronavírus.

O risco de violência tende a aumentar quando pessoas em contextos de violência familiar são colocadas sob tensão, auto isolamento e quarentena. Na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) consta o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 5 (ODS 5), que tem como meta a Igualdade de gênero, eliminando todas as formas de violência contra mulheres e meninas em todo mundo.

Para participar do desafio, basta gravar um story no instagram utilizando a hashtag #DESAFIOODS5 e compartilhar o seu conhecimento sobre violência doméstica. Os participantes podem falar sobre diversos tópicos relacionados ao assunto, sejam dados, relatos ou encorajando vizinhos, amigos ou qualquer um que esteja próximo dessas situações a denunciar. Depois, é só marcar três amigos para fazer o mesmo.

De acordo com Flávia Maia, coordenadora da Agenda Teresina 2030, o desafio foi pensado para conscientizar a população sobre todas as formas de violências contra a mulher. “Em meio à pandemia que estamos enfrentando, infelizmente estamos vendo um aumento de violência doméstica contra as mulheres em todo o mundo. Então nós, juntamente com SMPM, estamos lançando o #desafioods5, para as pessoas compartilharem informações relevantes sobre como as mulheres podem pedir ajuda, quais providências podem tomar, como elas podem reconhecer o ciclo da violência e de como funcionam as medidas protetivas”, informa Flávia.

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Macilane Gomes, também reforça essa importante ação contra a violência doméstica vivida por diversas mulheres. “Em Teresina, no último sábado, tivemos mais um caso de feminicídio. Nesse período de isolamento social, a SMPM vem elaborando diversas ações para as mulheres em meio à pandemia. O Centro de Referência Esperança Garcia tem feito a diferença para várias mulheres com uma rede de atendimento para não as deixar sozinhas e onde podem buscar ajuda para acabarmos esse tipo de violência”, relata a secretária.

Aumento de casos no mundo

Uma das recomendações para impedir a propagação do COVID-19 é o isolamento social, mas ao mesmo tempo que é efetiva em combater a pandemia, reflete em outro problema social: o aumento significativo dos casos de violência doméstica contra as mulheres. Durante esse período de quarentena, os casos triplicaram na China, e no Brasil já estamos vendo um quadro de aumento neste tipo de ocorrência.

Então, participe do desafio usando a #desafioods5 e marque mais três pessoas para ajudar nessa rede de conscientização. Em Teresina, o Centro de Referência Esperança Garcia está prestando serviços de atendimento e orientações às mulheres vítimas de violência pelo telefone (86) 99416-9451 e para fazer denúncias formais, acione a Central de Atendimento à Mulher pelo número 180.