Enquanto estão suspensas as aulas na Rede Municipal de Teresina, por conta dos perigos de transmissão do novo coronavírus na cidade, alunos e professores estudam a partir de uma plataforma criada pela Secretaria Municipal de Educação (Semec). O acesso é on-line, com sugestões de leituras, filmes, jogos e videoaulas.

A página chamada “Em casa eu aprendo” está disponível dentro do site da Secretaria e possui direcionamento para cada disciplina, separados por ano escolar, desde a Educação Infantil à EJA. Também possui conteúdo exclusivo para os alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional, que continuam em preparação para competições de conhecimento.

Para os professores, a plataforma traz sugestões de estudos e pesquisas, links para cursos à distância e um material preparado pelo Instituto Ayrton Senna, que trata de competências socioemocionais em tempos de crise.

Segundo o secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, a ferramenta é uma forma de manter o aprendizado. “São diversas sugestões de atividades, preparadas cuidadosamente para que os estudantes exercitem a mente, treinem a leitura e aproveitem o tempo em casa para aprender. É também uma oportunidade para que os pais participem junto, já que as atividades são pensadas para fazer em família”, pontua.

A nova plataforma recebe cerca de 36 mil visitas por dia, com acesso principalmente pelo celular. Os pais se comunicam com a escola através de aplicativos de mensagens e mostram aos professores como as atividades estão sendo feitas em casa, aproveitando para tirar dúvidas.

A Taciane, aluna da Escola Municipal Antilhon Ribeiro Soares, já realizou vários exercícios da página e pegou dicas para utilizar com os irmãos menores. “Eu adorei a ideia, está ajudando para não ficar parada em casa, assim quando as aulas voltarem estamos no ritmo. Nesse momento tão difícil, que não podemos realizar nossos estudos na escola, sinto que estou voltando a aprender algo novo todos os dias”, disse.

Na Educação Infantil, as crianças estão apaixonadas pelas atividades na internet. Os pais comentam que elas passam horas lendo e exercitando o que estavam vendo na escola. Para Thiane Lima, mãe da pequena Ana Laura, do CMEI Thereza Christina, o conteúdo on-line ajuda a direcionar os estudos. “É muito bom, porque sabemos que essas atividades têm uma intenção em ensinar algo de acordo com o que já era feito na creche. Minha filha não fica parada e ainda grava vídeos incentivando os colegas”, conta.

A plataforma é constantemente alimentada com conteúdos novos e está disponível no link http://escola.semec.pmt.pi.gov.br/.