A Prefeitura de Teresina vai contar com apoio de técnicos da Caixa Econômica Federal para orientar e cadastrar quem precisa receber auxílio emergencial. Em videoconferência realizada na manhã deste sábado, 25, com lideranças comunitárias e o superintendente do banco, Jonathan Borges, o prefeito Firmino Filho pediu apoio da instituição bancária para facilitar o acesso das famílias ao benefício.

A prefeitura abriu 19 escolas próximas aos CRAS ( Centro de Referência de Assistência Social) para dá suporte à população, tirando dúvidas sobre o auxílio emergencial do Governo Federal no valor de R$ 600. O benefício financeiro está sendo concedido de forma emergencial nesse período de enfrentamento à pandemia do coronavírus. A inscrição é realizada online, mas em Teresina uma equipe de entrevistadores sociais está ajudando quem não possui acesso à internet ou teve problemas com a utilização do aplicativo da Caixa.

Durante a videoconferência deste sábado, as lideranças tiraram dúvidas que ainda fazem parte da realidade de muitos teresinenses. “Este diálogo é fundamental porque as lideranças estão na ponta e têm contato com aqueles que ainda não conseguiram realizar o cadastro. Ter a presença da Caixa nestas escolas ajudará ainda mais neste suporte tão importante neste momento difícil para todos nós”, comentou o prefeito.

Um dos questionamentos das lideranças durante a reunião foi a disponibilidade de caixas eletrônicos na zona rural. O gestor da Caixa destacou que os pequenos comerciantes na zona rural que tenham interesse em ser parceiro da Caixa para a instalação de suporte destinado ao recebimento de valores podem enviar solicitação através do e-mail: sr2655pi@caixa.gov.br .

“A Caixa e todos os servidores, sabendo da sua missão de servir a população, tem buscado a melhor forma de atender às famílias neste momento. As lideranças comunitárias dão este suporte importante de acesso e compartilhamento de informações para aqueles que precisam do auxílio”, ressaltou o superintendente, Jonathan Borges.