Em apenas cinco dias, o projeto Teleconsultas de Enfermagem da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina realizou 184 atendimentos de pessoas com Covid-19. Os pacientes estão em tratamento domiciliar e o atendimento é feito por uma equipe de enfermeiros, que liga com frequência, acompanhando os sintomas e dando orientações de cuidados. Também estão sendo acompanhados outros 93 casos de pessoas que tiveram contato com pacientes infectados com o novo coronavírus, totalizando 271 atendimentos via telefone.

“A partir de contato telefônico, os enfermeiros acompanham estes pacientes a cada 24 ou 48 horas, avaliando a evolução ou a recessão dos sintomas, além de monitorarem os contatos domiciliares. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h”, diz Karoline Alencar, gerente de Informações em Saúde da Atenção Básica da FMS. Ela completa que a relação de pacientes confirmados é passada para a Diretoria de Atenção Básica pelo Centro de Operações de Emergência (COE), com os contatos desses pacientes.

Por meio da conversa e avaliação dos casos, o enfermeiro identifica a gravidade e dá orientações de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde para tratamento da doença. Em caso de sintomas leves, o paciente poderá tirar dúvidas sobre a manutenção do isolamento domiciliar e os cuidados domésticos. Em casos mais graves, ele receberá orientações sobre medidas de precaução ou necessidade de atendimento presencial nos hospitais ou nas 20 UBS designadas para atendimento específico de síndromes gripais.

O objetivo do Teleconsulta em Enfermagem é prestar um serviço mais ágil e aumentar a proximidade entre a equipe de saúde e a população neste momento de pandemia. “Assim, eles poderão acompanhar mais de perto os resultados e identificar de forma mais célere os casos que podem haver complicações, prestando assim um melhor serviço”, ressalta Karoline Alencar.