No primeiro trimestre de 2020, a Prefeitura de Teresina coletou 317,18 toneladas de resíduos recicláveis, por meio de ações do programa de Coleta Seletiva. Atualmente, como forma de evitar a disseminação de COVID-19, as atividades do Disque Coleta Seletiva estão suspensas, mas a população pode continuar destinando os seus resíduos recicláveis em um dos 21 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) distribuídos pela capital.

De acordo com Vicente Moreira, secretário executivo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH), este momento de isolamento social se torna uma oportunidade para o teresinense desenvolver hábitos mais sustentáveis, garantindo a segregação e correta destinação de resíduos recicláveis.

“As famílias estão mais tempo em casa e podem ajudar o meio ambiente. Basta separar os resíduos orgânicos dos que podem ser reaproveitados. Em uma lixeira coloque apenas os resíduos secos que sejam de papel, plástico, vidro e metal, esses a população junta e deixa em um dos PEVs disponibilizados pela prefeitura. Em outra, coloca-se o resíduo molhado, aquele orgânico ou que esteja sujo, como resto de comida, caixas de pizza, guardanapos, descartáveis, papel higiênico, que não podem ser reciclados e são recolhidos pela coleta domiciliar”, comenta Vicente Moreira

O gestor ainda esclarece que colaborar com a coleta seletiva vai além dos benefícios do meio ambiente. “Com a destinação correta dos recicláveis, garantimos uma vida útil maior para o aterro de Teresina, mas também colaboramos com as cooperativas de catadores. O material que coletamos é doado para entidades como a Emaús Trapeiros, que enfarda os recicláveis e vende para empresas que realizam a reciclagem”, comenta.

Confira a localização dos Pevs e materiais. Link: http://celimppev.ceharfweb.com.br/