Uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Economia Solidária (SEMEST) e a Fundação Municipal de Saúde já possibilitou a produção de 30.660 Equipamentos de Proteção Individual em Teresina. Os EPIs – aventais, máscaras e toucas – são para trabalhadores da saúde da capital, que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Além do que já foi feito, está em produção mais 19.690 unidades. A meta é que sejam produzidos, no total, 75.000 gorros/toucas, 75.000 aventais e 275.000 máscaras. “Sabemos que os profissionais precisam utilizar estes EPIs durante o desempenho de suas funções e, em vez de a FMS adquiri-los no mercado, a um preço bastante alto, nós estamos produzindo  de forma mais barata”, disse o secretário municipal de Economia Solidária, Ricardo Bandeira.

Além dos profissionais de saúde, também estão sendo beneficiados com esta parceria microempreendedores individuais de Teresina. Todo este material está sendo produzido por costureiras do Projeto Sustentabilidade e Projeto Vitória, da Semest, e ainda pelas costureiras de centros de produção e associações de artesanato. “Estas profissionais estariam paradas neste período de crise e, com este projeto, elas estão trabalhando e recebendo por este trabalho. É uma garantia de renda que elas estão tendo neste período de crise”, afirmou o secretário.