Equipes da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina estão atuando nas barreiras sanitárias montadas nas pontes que ligam Teresina ao município de Timon (MA). Elas fazem o monitoramento das pessoas com sintomas relativos à Covid-19 e orientam os pacientes a procurarem atendimento no sistema de saúde do seu Estado de origem, a fim de serem inseridos na Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Os enfermeiros e técnicos de enfermagem que estão atuando nas barreiras avaliam as pessoas que estão vindo do Estado do Maranhão e de outros locais. A temperatura é aferida e são verificados outros possíveis sintomas que essas pessoas estejam apresentando. A orientam para que retornem ao seu município de origem e procurem atendimento no SUS, a fim de entrarem no sistema, por regulação, que é a forma adequada. Aproveitamos também o momento da abordagem da população para orientar sobre como prevenir a Covid-19, utilização correta da máscara, higienização das mãos e sair de casa somente quando for necessário”, explica Emanuele Dias, da Gerência de Atenção Básica da FMS.

A abordagem obedece ao Decreto nº 19.760, assinado nesta segunda-feira (18) pelo prefeito Firmino Filho, que endurece a fiscalização nas barreiras entre Teresina e Timon. Essa é mais uma medida para tentar diminuir a disseminação do novo Coronavírus na capital.

De acordo com o decreto, está permitido o tráfego para servidores e empregados públicos, trabalhadores de empresas privadas, funcionários que atuem em serviços essenciais que morem no Maranhão e trabalhem em Teresina. Alguns casos de atendimentos de saúde também serão permitidos, além de outros casos especificados no decreto.

“Nós orientamos as pessoas que precisam se deslocar de Timon para que se cadastrem no site público, a fim de obter documento digital comprobatório a ser apresentado sempre que passar pelo controle das barreiras. Orientamos também que as pessoas que irão fazer tratamento de saúde em Teresina precisam estar reguladas via Sistema SUS para poderem passar pela barreira. Aqueles que não estiverem regulados precisam procurar uma unidade de saúde na cidade onde moram para atendimento”, enfatiza o comandante da Guarda Municipal de Teresina, coronel John Feitosa.

As pessoas que se enquadrem nos critérios do decreto e que necessitem de acesso frequente ao município de Teresina, poderão se cadastrar em site público (http://barreiracovid19.fms.pmt.pi.gov.br) para obter documento digital comprobatório a ser apresentado sempre que passarem pelo controle nas barreiras.