O boletim epidemiológico desta terça-feira (26) aponta um novo recorde no registro de óbitos por Covid-19 em Teresina: foram 10, nas últimas 24 horas. De acordo com o documento divulgado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), foram registrados 69 novos casos de Covid-19. A capital totaliza 1.890 pessoas infectadas com o novo Coronavírus e 66 mortes decorrentes dessa infecção.

Entre os óbitos ocorridos nesta terça (26) estão um homem de 63 anos, sem comorbidades, residente na zona Norte de Teresina, que estava internado no Hospital Getúlio Vargas; e um homem de 59 anos, também sem comorbidades, residente na zona Sul, que estava internado no Hospital do Parque Piauí.

Houve também registro de óbitos ocorridos na segunda (25), mas só notificados na terça-feira: uma mulher de 82 anos, com hipertensão arterial e diabetes, residente na zona Norte, que estava internada no Hospital Mariano Castelo Branco; um homem de 69 anos, com doença cardiovascular, morador da zona Leste, internado no Hospital Getúlio Vargas; uma mulher de 67 anos, com hipertensão arterial e diabetes, que residia na zona Norte e estava internada em hospital particular; e um homem de 69 anos, com diabetes e doença cardiovascular, residente na zona Leste e que estava internado em hospital privado.

O boletim epidemiológico registrou ainda mortes do último dia 24 de maio, cuja confirmação por Covid-19 se deu apenas agora: um homem de 62 anos, com hipertensão arterial, morador da zona Sul, com óbito notificado pela UPA do Promorar; um homem de 55 anos, sem comorbidades, residente da zona rural leste de Teresina, que estava internado no Hospital Universitário; uma mulher de 85 anos, com doença cardiovascular, moradora da zona Leste, internada em hospital privado; e um homem de 47 anos, com hipertensão arterial e diabetes, residente na zona Norte, que estava internado no Hospital do Buenos Aires.

O documento fez também a correção em uma notificação de óbito ocorrida na segunda-feira (25): uma das vítimas – uma mulher de 47 anos, com hipertensão arterial e obesidade – constava como moradora da zona Leste, mas foi comprovado que ela era, na verdade, da cidade de Lima Campos, no Maranhão, razão pela qual seu óbito não deve ser computado para a capital do Piauí.