Desde o último dia 21 de março, quando passou a vigorar o decreto com restrições às atividades econômicas devido a pandemia do novo Coronavírus, a Guarda Civil Municipal contabilizou um total de 5.115 estabelecimentos que passaram por fiscalização. Além das ações com foco no descumprimento das medidas de prevenção à proliferação do vírus, o trabalho da Guarda Municipal também esteve voltado para a conscientização da necessidade do distanciamento social em locais públicos, como em filas de agências bancárias.

As ações da corporação estão alinhadas com as orientações das autoridades de saúde para minimizar os riscos de contágio entre a população em Teresina. Dentre os estabelecimentos que foram flagrados em desacordo com o decreto, durante 72 dias, 40 foram multados; houve ainda 14 conduções, 9 notificações e 5 interdições. “Temos sido persistentes para fazer com que eles cumpram com o isolamento e o fechamento de algumas atividades que não estão permitidas funcionar durante a vigência do decreto relacionado à pandemia da Covid-19”, afirma o comandante da Guarda, coronel John Feitosa.

“No mês de junho vamos continuar as atividades com o mesmo empenho e articulação de ir aos locais e visitar as empresas que, por ventura, possam estar funcionando em desacordo com o decreto; acompanhando também as fiscalizações das Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs), que são responsáveis por adotar as medidas legais previstas na legislação”, conclui.

A população pode entrar em contato com a Guarda Civil Municipal por meio dos telefones 153, (86) 3215-9317 ou (86) 99438-0254. Os canais estão à disposição da população para denúncias de estabelecimentos que persistem em funcionar irregularmente durante o período de restrição ou para tirar dúvidas quanto ao decreto.