Teresina registrou queda no índice de isolamento social nesta segunda-feira (01). De acordo com a Startup Inloco, o índice apontou que 43,3% da população permaneceu em casa. No último domingo (31), quando estava decretado lockdown parcial no estado, a capital teve 55,7% de isolamento.

O número também é inferior aos 44,4% registrados na segunda-feira da semana anterior, além de estar abaixo dos 73% recomendados pelas organizações de saúde para evitar a proliferação da Covid-19.

Ainda segundo a Startup, que realiza o georreferenciamento de smartphones na cidade, monitorando a localização dos usuários, as zonas da capital que apresentaram as melhores taxas de isolamento foram as zonas Leste (43,85%) e Centro – Norte (43,07%). Já nas zonas com menores índices estão a Sul (43,06%) e Sudeste (41,32%).

As melhores taxas de isolamento sociais foram registradas nos bairros Ininga (57,48%), Angélica (54,2%), Parque Brasil (52,9%) e Mafuá (52,4%). No entanto, os bairros Árvores Verdes (34,03%), São Sebastião (34%), Monte Verde (32,5%) e Vale do Gavião (29,53%) apresentaram índices mais baixos.

A Prefeitura de Teresina também está acompanhando os índices de isolamento social através de informações geradas pelas operadoras de telefonia celular. Segundo essa outra base de dados, que disponibiliza informações de mais de 1 milhão de linhas telefônicas, 51,8% das pessoas permaneceram em casa.

Teresina iniciou junho batendo um recorde no número de pacientes infectados pelo novo coronavírus. A capital registrou mais 128 pessoas e cinco mortes pela infecção nas últimas 24 horas. Os dados são do boletim epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), divulgado nesta segunda-feira (01). Agora, já são 2.432 casos de Covid-19 e 94 óbitos pela doença na capital.