Assistentes sociais da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste percorreram, na última quarta-feira (3), o bairro Dirceu I para atendimento a pessoas em situação de rua. O objetivo é orientá-los quantos às medidas de prevenção à Covid-19.

A equipe identificou e fez a abordagem de pessoas nos arredores da Avenida José Francisco de Almeida Neto. Durante o atendimento, é feita a orientação e preenchimento de um cadastro social. Após a intervenção, o caso é encaminhado ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social da região Sudeste, que fará o acompanhamento dos atendidos.

Erineude Nunes, gerente de Habitação da SDU Sudeste, explica como funciona a rede de atendimento. “Casos de pessoas que vivem em situação de rua são considerados atendimentos de alta complexidade. Aqui em Teresina estas pessoas são acompanhadas pelo CREAS, onde é feito um atendimento com o objetivo de conhecer a situação vivenciada por este público-alvo e fazer os devidos acompanhamentos”, detalha a gerente.

Durante a quarentena, a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), preparou uma estrutura no estádio Lindolfo Monteiro para receber pessoas sem moradia. O espaço possui alojamentos para até 70 pessoas, além de garantir a alimentação e higienização adequada.

Além das medidas adotadas durante a pandemia, o atendimento regular à população em situação de rua dispõe de serviços dos CREAS, Centros Pop, albergues para pernoite e do Consultório de Rua, com cuidados de saúde.