A Maternidade Wall Ferraz, localizada no bairro Dirceu, está lançando uma campanha para incentivar a doação de leite materno. O objetivo é aumentar o estoque do alimento – essencial para os prematuros internados nas unidades neonatais da maternidade, que sofreu queda acentuada em função da pandemia de COVID-19.

O posto de coleta da Maternidade Wall Ferraz funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h. A nutricionista Déborah Sobral dá algumas orientações para a mãe que desejar se tornar doadora: estar com saúde, amamentando o seu filho e ter boa produção de leite. “Assim, ela pode entrar em contato com o Posto de Coleta pelo fone 3236-1968, ramal 218, para receber informações sobre doação”, afirma.

Na casa da doadora, o leite deve ser armazenado no congelador, em frasco esterilizado fornecido pela maternidade, observando o prazo de 10 dias a contar da data da primeira retirada de leite. Após esse prazo então o leite é recolhido e encaminhado ao Banco de Leite Humano da Maternidade Evangelina Rosa, para ser pasteurizado antes de ser destinado ao receptor, que é o recém-nascido prematuro. “Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. Dependendo do peso do prematuro, 1ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado”, afirma a nutricionista.

O leite materno é essencial para os recém-nascidos porque alimenta e protege contra diarreia, infecções respiratórias e alergias. Ele deve ser o alimento exclusivo dos bebês até os seis meses de idade, e deve ser mantido até os dois anos. “Se você estiver em casa amamentando seu bebê, gozando de boa saúde e tiver leite sobrando no peito, ajude o banco de leite. É um ato de amor e de solidariedade”, pede a nutricionista da Maternidade Wall Ferraz.