Dados da startup InLoco apontaram que cerca de 53,1% dos teresinenses aderiram ao isolamento social neste domingo (14). O número é o maior desde o começo de junho, que chegou a registrar o pior índice, de apenas 39,3%, na última sexta-feira (12). O aumento está ligado ao “lockdown” parcial no domingo decretado pelo governo do Estado. Apesar da alta, o percentual continua baixo, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a taxa seja acima de 70% para conter a disseminação do novo coronavírus (COVID-19). 

O levantamento da capital é baseado no monitoramento dos celulares, que mostra a localização dos usuários. A base de dados é de 217 mil usuários. Pelo levantamento, o bairro Centro de registrou o maior índice de isolamento social no domingo, marcando 68,3%. Foi seguido pelo bairro Uruguai, zona Norte, com 68,2% e Campestre, zona Leste, com 67,3% de moradores respeitando a recomendação. Os menores índices foram registrados nos bairros Pedra Miúda, zona Sul, com 25%, Itararé, zona Sudeste, com 38,6% e Pedra Mole, zona Leste, com 39,1%. Ao todo, a região Centro-Norte registrou o maior percentual de isolamento, com 54,05%, e o maior taxa de descumprimento foi na zona Sudeste com 51,17%. 

A Prefeitura de Teresina também está acompanhando os índices de isolamento social através de informações geradas pelas operadoras de telefonia celular. Segundo essa base de dados, que reúne informações de mais de 1,4 milhão de linhas telefônicas, 57,96% das pessoas cumpriram as regras de distanciamento no domingo.

Até o momento, Teresina possui 4.420 diagnosticados com a doença na capital. Foram registardos mais 11 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, o total subiu para 207 mortes.