A Prefeitura de Teresina firmou contrato com o Hospital São Marcos e, a partir desta segunda-feira (15), está disponibilizando 10 leitos de UTI no local para atender pacientes do SUS que estejam com quadro grave da Covid-19. Com o crescimento de casos da doença na cidade, o município tem trabalhado para ampliar a rede de atendimento para a população.

“Além dos leitos da rede pública municipal, estamos ampliando leitos de UTI para atender pacientes do SUS nos hospitais privados. Instalamos também mais 12 no Hospital São Paulo.  Nestes locais, já existe todo o suporte tecnológico e profissionais qualificados”, explica o presidente da FMS, Manoel de Moura Neto.

Na rede do município, o trabalho da FMS é para ampliar os leitos de UTI do HUT, mas como não foram preenchidas todas as vagas abertas através das convocações, foi feito um novo chamamento, em caráter de urgência. O hospital precisa de médicos com experiência em terapia intensiva.

O presidente da FMS informa que a Prefeitura de Teresina já instalou também 28 leitos de UTI para Covid-19 no HUT e 05 no Hospital do Monte Castelo. Está sendo construído ainda um hospital de campanha que vai disponibilizar mais 60 leitos de UTI. “Embora a criação desses leitos seja de responsabilidade do Governo do Estado do Piauí, a Prefeitura está criando leitos desse tipo para atender a população, em meio à pandemia”, explica Manoel.

Os novos leitos de UTI são controlados pela Regulação da Prefeitura de Teresina, que coordena as atividades hospitalares. “Temos uma equipe qualificada, que segue protocolos e que organiza toda a demanda  para utilizar os leitos de internação e de UTI de acordo com a prioridade dos casos”, afirma o diretor de regulação, Francisco Pádua.