Teresina registrou 204 novos casos de COVID-19 e 10 óbitos em 24 horas. Estes são os números mais recentes do Painel Epidemiológico, divulgado na noite de segunda-feira (15), pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Agora, Teresina soma 4.624 casos da doença, além de 217 mortes pelo novo coronavírus.

Dentre os 10 óbitos, sete aconteceram no domingo (14) e três na segunda-feira (15). A vítima mais jovem tinha 47 anos, enquanto a idade das demais variou entre 66 e 91 anos. Apenas duas pessoas não apresentavam comorbidades; as outras oito eram portadoras de hipertensão, uma delas era tabagista e uma era obesa. Três vítimas residiam na zona Norte, três na zona Sul, três na zona Sudeste e uma na zona Leste.

O aumento no número de casos tem levado a um aumento também no número de internações, muitas delas em estado grave, o que tem sobrecarregado as UTIs do sistema municipal. Diante disso, a Prefeitura de Teresina tem trabalhado para ampliar a rede de atendimento para a população. “Desde ontem (15), passamos a disponibilizar mais 10 leitos de UTI no Hospital São Marcos para atender pacientes do SUS que estejam com quadro grave da Covid-19”, informa o presidente da FMS Manoel Moura.

Na rede do município, o trabalho da FMS é para ampliar os leitos de UTI do HUT, mas como não foram preenchidas todas as vagas abertas através das convocações, foi feito um novo chamamento, em caráter de urgência. O hospital precisa de médicos com experiência em terapia intensiva.

Apesar de todos os esforços da Prefeitura, os casos da doença seguirão subindo se a população não fizer sua parte em seguir as medidas de isolamento social. É o que alerta o médico infectologista da FMS, Walfrido Salmito. “Por isso, pedimos que todos usem máscara, lavem as mãos com frequência, mantenham o distanciamento de 2 metros das pessoas e só saiam de casa se for necessário”, finaliza.