Dados do Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), divulgados na última terça-feira (16), revelam que Teresina já registra 4.877 casos confirmados de COVID-19. Nas últimas 24 horas foram mais 253 casos da doença, com cinco óbitos, o que totaliza 222 pacientes que morreram em função da doença na capital.

“Continuamos pedindo que a população fique em casa e só saia em caso de extrema necessidade, para que possamos melhorar os índices de isolamento. Precisamos cumprir as orientações para diminuir a propagação do vírus e frear o avanço da pandemia na cidade”, reforçou a enfermeira Wesllany Santana, uma das coordenadoras do COE.

Mesmo com o aumento nos números de casos, a capital continua com índices de isolamento abaixo do preconizado pela Organização Mundial de Saúde, que é de 73%. Segundo dados utilizados pela Prefeitura de Teresina, que tem como base a startup InLoco e as operadoras de telefonia celular, na última segunda-feira (15) foram registrados números entre 41,4% e 51,71% na cidade.

Os dados da InLoco mostram ainda como ficou o isolamento social por região da cidade. A que apresentou o maior índice foi a centro-norte, com 43,00%; seguida da leste, com 40,30%, e da sul, com 39,80%. Em último lugar ficou a zona sudeste, uma das mais populosas da capital, com apenas 39,58%.

A FMS mantém atualmente 23 Unidades Básicas de Saúde para atendimento de pessoas com sintomas similares à gripe, a exemplo de tosse, febre, falta de paladar e dor de garganta, que podem também ser sinais de COVID-19. Em casos mais graves, o usuário pode se dirigir para as três UPAS ou para os nove hospitais de bairro espalhados na cidade.