O número de mortes causadas pela Covid-19 em Teresina já é 59 vezes maior do que o registro de mortes por gripe ou influenza. A doença causada pelo novo coronavírus tem alta taxa de letalidade e já tirou a vida de 238 pessoas entre os dias 29 de março e 18 de junho, enquanto a gripe matou quatro pacientes durante todo o ano de 2020.

Em três meses, o novo coronavírus já infectou mais de 5 mil pessoas em Teresina, enquanto apenas 104 casos de influenza foram notificados na capital durante todo o ano de 2020. “O que temos observado é que a Covid-19 é uma doença bem mais perigosa que a gripe, por ser mais contagiosa e letal. A Organização Mundial de Saúde estima que a taxa de mortalidade da Covid-19 já é 10 vezes superior à da Influenza”, alerta o infectologista Walfrido Salmito, membro do Centro de Operações Emergenciais (COE) da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

O alerta sobre a letalidade da Covid-19 tem sido feito sistematicamente pela equipe técnica do COE. “A cada dia, temos verificando um aumento do número de casos da doença e, consequentemente, no número de óbitos. A FMS tem tomado todas as medidas para atender a demanda, no entanto, se muitos adoecerem simultaneamente acontecerá um aumento súbito que pode acarretar em uma sobrecarga nos hospitais”, ressalta Salmito.

A Covid-19, causada pelo novo coronavírus, e a gripe, causada pelo vírus Influenza, são doenças respiratórias diferentes, que podem apresentar vários níveis, desde formas assintomáticas até problemas respiratórios mais graves e a morte. “Diferente da Influenza, ainda não existe vacina para a Covid-19. Por isso, precisamos cumprir o isolamento social, que é considerado até o momento a melhor forma de contenção da doença. Pedimos que todos usem máscara, lavem as mãos com frequência, mantenham o distanciamento de 2 metros das pessoas e só saiam de casa se for necessário”, alerta o médico.