Imagem: Ascom/Semec

Cada escola da Prefeitura de Teresina conta com um colegiado que acompanha todas as questões político-pedagógicas, administrativas e financeiras da unidade de ensino: os conselhos escolares. Hoje (18), diretores de 50 escolas municipais participaram de uma reunião virtual com a equipe da Secretaria Municipal de Educação (Semec) que acompanha o processo de formação dos conselhos. O objetivo é planejar as eleições dos conselheiros, que este ano acontecerão online.

Os colegiados são formados por representantes da comunidade escolar e local. Participarão do processo de eleição nesse momento as unidades de ensino que tiveram seus estatutos reformados e precisam atualizar os membros do conselho escolar. Por conta do momento de pandemia, todo o processo será virtual, desde a assembleia para convocação da comunidade, eleição da comissão eleitoral, votação e até a posse dos eleitos.

A técnica da Semec, Zilmara Seabra, acompanhou os gestores durante a reformulação dos estatutos e agora dá suporte nesse novo processo. Durante a videoconferência, explicou aos diretores o passo a passo formal, que exige transparência e ampla divulgação na comunidade.

“O conselho escolar cumpre um papel fundamental nas unidades de ensino e deve estar atualizado com todos os processos democráticos de eleição. Portanto vamos nos adaptar a esse novo formato e realizar tudo de forma online, sem abrir mão da transparência e do que é exigido por lei”, explica Zulmira.

Cada escola deve elaborar seu cronograma para as eleições de acordo com a realidade que vivencia. Todos os passos serão divulgados na internet, utilizando principalmente as redes sociais das escolas. A Semec criou um sistema exclusivo para a votação, com autonomia para a comissão eleitoral organizar o acesso dos votantes.

Para a diretora da Escola Municipal Angelim, Karla Patrícia Santos, a iniciativa é importante para manter os processos escolares e garantir a participação da comunidade em todas as decisões.

“Nosso conselho venceu em abril e precisamos renovar, elegendo um grupo plural como parte fundamental da escola. O formato virtual é algo novo, que exige responsabilidade e ampla divulgação, por isso já estamos trabalhando na elaboração da portaria. A Secretaria nos forneceu meios para realizar o processo online e estamos confiantes de que tudo ocorrerá bem”, finaliza a gestora.